text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Estudantes decidem boicotar Provão

      
Será realizado em todo o País, no próximo dia 09 de junho, o exame nacional que mede a qualidade dos cursos de nível superior das universidades brasileiras. A uma semana da data marcada, estudantes das universidades de Pernambuco (UPE) e Federal de Pernambuco (UFPE) já se mobilizam para fazer um boicote ao polêmico Provão. Cerca de 100 alunos do curso de Direito da UFPE deverão deixar a prova em branco. Pelo menos é esta a intenção do Diretório Acadêmico (DA).

Estamos organizando uma campanha de conscientização para que os alunos possam entender o quanto o Provão é ineficiente", informou o diretor do DA, Marconi Melo Filho. Segundo ele, a prova aplicada pelo Ministério da Educação (MEC) avalia os cursos de forma pouco abrangente e não traz nenhum retorno prático para as universidades. "Ao invés de proibir o funcionamento de determinado curso, eles deveriam fornecer subsídios para que a universidade aperfeiçoe e qualifique o ensino", disse. Na Universidade de Pernambuco (UPE), os representantes do DA de Medicina estão à frente do movimento.

"A política do MEC é de estabelecer 'centros de excelência'. Os cursos que tiram o conceito E eles querem fechar e, no caso dos cursos que ficam com o conceito A, o MEC se compromete a investir em centros de pesquisas e construção de laboratórios. O Provão avalia só a teoria e esquece da prática. Não concordamos com esse critério de avaliação, por isso nos recusamos a nos submeter", disse um integrante do DA de Medicina, Giliape Cardoso. Hoje, às 17h, no auditório da Faculdade de Ciências Médicas, no Hospital Universitário Oswaldo Cruz (HUOC), haverá uma reunião com a participação do Sindicato dos Médicos para pedir aos estudantes que participem do boicote no domingo.

Neste ano estão inscritos 383 mil estudantes, 113 mil a mais que no ano passado. Um dos motivos do aumento de participantes é a inclusão de quatro cursos: História, Arquitetura e Urbanismo, Enfermagem e Ciências Contábeis. Até 2001 participavam os estudantes de Agronomia, Administração, Biologia, Direito, Economia, Engenharias Civil, Elétrica, Mecânica e Química, Farmácia, Física, Jornalismo, Letras, Matemática, Medicina, Odontologia,Pedagogia, Química, Psicologia e Veterinária.

CARTÇO - Para saber onde fará o exame, o estudante deve verificar o local no Cartão de Informação do Graduando (CIG), enviado desde a semana passada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep/MEC). Outra maneira, seria entrar no site e acessar o sistema que permite fazer a consulta individual do lugar do Provão. O graduando ainda poderá obter informaçõs com os coordenadores de seus cursos ou ligando para o telefone 0800.616161, o serviço Fala Brasil do Ministério da Educação.

Os alunos que não receberam o CIG, devem fazer o exame mesmo assim. Além do cartão, foi enviado também um questionário-pesquisa, que deve, no dia do exame, ser entregue preenchido ao fiscal junto com o CIG e a identidade utilizada para o cadastro. O Provão será aplicado das 13h às 17h, no horário de Brasília.

Fonte: Diário de Pernambuco
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.