text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Faculdade dá prêmio por notas no Provão

      
Dinheiro para quem tirar nota boa no Provão. A proposta, pedagogicamente duvidosa, chegou pelo correio aos formandos do Centro Universitário de Brasília (Uniceub). E está sendo distribuída em outras faculdades particulares da capital como forma de propaganda. O valor do prêmio é estipulado em mensalidades. Varia de quatro mensalidades, para quem fizer mais de 90 pontos, a apenas uma, para quem ficar na média dos 60. Com mensalidades mínimas em torno de R 500,00, excesso de bons alunos poderiam fazer a instituição sofrer um certo prejuízo.

''Se o Uniceub melhorar as notas, terá que reformular essa política'', diz Tancredo Filho, coordenador do Provão no Ministério da Educação. ''Mas não estão infringindo qualquer norma, nem vejo nenhum grande deslize pedagógico.'' O diretor do Instituto de Educação Superior de Brasília (IESB), Edson Machado, ex-chefe de gabinete do ministro Paulo Renato de Souza, discorda. ''Isso depõe contra a faculdade e distorce completamente os objetivos e finalidades do Provão'', critica.

Machado reclama que o incentivo financeiro faz os alunos correrem atrás de conhecimentos que não absorveram no curso. ''Daqui a pouco vão dar carro zero'', ironizou. Em março do ano passado, uma resolução das Faculdades Integradas Antônio Eufrásio de Toledo, de Presidente Prudente, determinou o sorteio de microcomputadores e mensalidades aos alunos com bons resultados no Provão. No Uniceub, a restituição de mensalidades entra em seu quarto semestre.

Murilo de Oliveira Leitão, 23 anos, formando de direito no final de 2001, fez o Provão e recebeu uma mensalidade de volta do centro universitário. Mas acha o procedimento ''moralmente reprovável''. ''Não se deve estimular os alunos com dinheiro, mas pelo conhecimento'', afirma. O diretor de marketing do centro, Harry Klin, defende a ''promoção''. ''O Uniceub se sente à vontade para fazer isso porque considera o Provão um critério de avaliação da Faculdade. E o boicote ao Provão diminuiu muito depois da oferta em dinheiro.''

Fonte: Jornal do Brasil
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.