text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Melhores do Provão recebem bolsa de estudo para pós-graduação

      
Os estudantes com as maiores notas em cada uma das 24 áreas que participam do Provão 2002 terão direito a bolsa de estudo para cursar o mestrado ou doutorado. Este será o terceiro ano em que o Ministério da Educação concede o benefício. O objetivo é reconhecer o esforço dos alunos que, pela dedicação aos estudos, alcançaram os melhores desempenhos na avaliação.

Um levantamento feito junto aos participantes do Provão do ano passado mostrou que a maioria deles pretende dar continuidade aos estudos. Nas respostas do questionário-pesquisa sobre o tema, 83% informaram que pretendiam cursar o mestrado, doutorado ou especialização dentro ou fora da área em que se formou na graduação.

O Provão será realizado no próximo domingo, dia 9, das 13h às 17h (horário de Brasília). Este ano, participam do exame cerca de 400 mil graduandos de mais de cinco mil cursos de 24 áreas: Agronomia, Arquitetura e Urbanismo, Administração, Biologia, Ciências Contábeis, Direito, Economia, Enfermagem, Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Engenharia Mecânica, Engenharia Química, Farmácia, Física, História, Jornalismo, Letras, Matemática, Medicina, Medicina Veterinária, Odontologia, Pedagogia, Psicologia e Química.

Avaliação da prova - O conteúdo e a estrutura do Provão serão avaliados por coordenadores de cursos, professores e estudantes em espaços próprios reservados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep/MEC) para recebimento de críticas e sugestões.

Para os estudantes que participam do exame há, no final do caderno de prova, uma série de perguntas sobre as questões formuladas, que ajudam no monitoramento da avaliação. Pelas respostas dos alunos, os responsáveis pela elaboração do exame poderão, por exemplo, identificar o grau de dificuldade encontrado.

A opinião do participante também orientará os seus respectivos cursos. "A identificação das dificuldades dos alunos em algumas questões do Provão pode orientar mudanças nos conteúdos das disciplinas", argumenta Tancredo Maia Filho, diretor de Avaliação e Estatística da Educação Superior do Inep.

Aos coordenadores de cursos e os professores das áreas avaliadas, o Inep coloca à disposição, após a aplicação do exame, um espaço em sua página na Internet (www.inep.gov.br) para a avaliação da prova. A partir dessas sugestões, podem ser aprimorados os conteúdos e a estrutura do Exame para o ano seguinte.

Opinião - Os participantes do Provão deverão entregar, no dia da avaliação, o cartão de respostas do questionário-pesquisa, com informações socioeconômicas e opinião sobre o curso. O questionário foi encaminhado a todos os inscritos juntamente com o Cartão de Informação do Graduando.

"Ao se posicionar, o estudante permite aos responsáveis pela formulação de políticas educacionais conhecer a sua visão sobre a organização curricular, o corpo docente, a qualidade dos laboratórios e outras condições oferecidas pelos seus cursos", explica Tancredo Maia Filho.

O diretor sugere aos participantes que respondam ao formulário com bastante antecedência e atenção, pois "a opinião de cada formando é um importante subsídio para a melhoria do ensino superior". Os estudantes que não receberam o questionário-pesquisa, por razões de endereço domiciliar errado, não precisam respondê-lo durante a realização da prova.

Fonte: Inep
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.