text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

UniverCidade publica anúncio para dizer que não aceita aluno fumante

      
Publicar um anúncio nos jornais recusando alunos fumantes pode ser considerado pelo Centro Universitário da Cidade (UniverCidade) uma medida antitabagista, mas a decisão, bastante polêmica, está sendo classificada como discriminatória até mesmo por quem não fuma. No texto do anúncio, publicado nos jornais de ontem, a instituição foi clara: "Fumantes não! Comunicamos que, a partir de hoje, não aceitaremos para matrícula, candidatos fumantes".

- A universidade atravessou a barreira da preservação da saúde e entrou na área do ecofascismo discriminatório. Em vez de atacar o problema, ela está atingindo o indivíduo - diz o deputado Carlos Minc (PT), que mesmo sendo antitabagista não concorda com o teor do anúncio. O reitor da UniverCidade, Paulo Alonso, disse que o objetivo da instituição não é discriminar, mas proteger o homem: - Sempre foi proibido fumar dentro das salas de aula, nos corredores, nos laboratórios e na biblioteca.

A partir de agora, é proibido fumar em todas as dependências da UniverCidade. Os alunos que não puderem controlar o vício deverão procurar outra instituição. Sabemos que isso, contudo, não acontecerá. Nossos alunos, conscientes, sabem que fumar traz prejuízos irremediáveis à saúde.

Fumantes não terão que declarar sua condição

Autor da lei que proíbe fumar em escolas, o deputado José Richard (PFL) acha positiva a decisão da universidade: - ? uma atitude importante para inibir os fumantes. Para o advogado Benedicto Abicair, a UniverCidade conseguiu seu objetivo número um, que era criar polêmica. Segundo Benedicto, que é conselheiro da Ordem dos Advogados do Brasil, é pouco provável que alguém entre na Justiça contra a instituição por conta do anúncio. Mas, se a universidade tentar impedir a matrícula de um aluno fumante, o estudante poderá recorrer judicialmente.

- Impedir o ingresso de um aluno fumante fere a Constituição, que prevê direito de igualdade. Se o estudante passa na prova deve ser matriculado. O que instituição pode fazer é impedir que fumem dentro da faculdade - disse Benedicto. Segundo Paulo Alonso, ao se inscrever no vestibular o candidato não terá que assinar um documento declarando se fuma ou não. Caso um fumante insista em se candidatar a uma vaga na UniverCidade, o reitor disse que ele será avisado que não poderá fumar dentro da instituição: - Nosso objetivo é conscientizar para o risco que corre o fumante.

Fonte: O Globo
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.