text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Governador tenta agilizar processo da UFT

      
Diante da demora na assinatura do decreto que irá possibilitar a implantação da Universidade Federal do Tocantins (UFT), o governador Siqueira Campos (PFL) viajou ontem para Brasília, onde hoje e amanhã visitará os Ministérios do Planejamento e da Educação para buscar recursos e tratar da instalação da instituição de ensino. O decreto de criação da UFT há mais de duas semanas está no Ministério do Planejamento para ser analisado e, em seguida, enviado à Casa Civil da Presidência da República a fim de que seja assinado pelo presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB). Para o governador Siqueira Campos, essa demora na implantação da UFT está trazendo um prejuízo muito grande para o Estado.

"A indefinição gera problemas com estudantes, professores, funcionários e as famílias e, para nós, muitos gastos", afirmou. Segundo ele, os recursos que o Estado está usando para manter a Unitins deverão ser destinados, logo após à instalação da UFT, a bolsas para os alunos de entidades filantrópicas e fundações que ofereçam o ensino pago. Durante sua ida a Brasília, o Governador informou que irá ao Ministério do Planejamento, pois, conforme ele, precisa haver uma determinada liberação de recursos e de providências legais para que possa ser instalada a UFT.

Concurso

A demora na assinatura do decreto poderá comprometer a realização do concurso público para contratação do corpo docente e de servidores administrativos por causa do período eleitoral, pois essa providência só poderá ser tomada mediante a assinatura do documento. O prazo para homologação de concurso público em ano eleitoral vence no dia 6 de julho.

Sobre a questão, o reitor da Universidade de Brasília (UnB), Lauro Morhy, que ficará responsável pela implantação da UFT, não quis se pronunciar. Ele diz que oficialmente não pode falar pela instituição antes da sua nomeação. Mesmo assim, o planejamento do concurso público da UFT já está sendo elaborado pelos reitores da UnB e da Unitins, Edison Nazareth Alves, que retornou de Brasília na última terça-feira. De acordo com Nazareth, se o decreto for assinado até o dia 10, há condições de se realizar o concurso antes do prazo estabelecido por lei, já que o planejamento do processo está praticamente pronto.

Manifesto

Os estudantes do campus da Unitins de Araguaína impediram o trânsito da BR-153 por meia hora (17h-17h30), ontem, no trecho da ponte do bairro JK, como manifesto à demora da implantação da UFT. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o congestionamento no trecho foi de aproximadamente 20 quilômetros. O trânsito no local só voltou ao normal uma hora após a liberação da pista.

Fonte: Jornal do Tocantins
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.