text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Curso seqüencial atrai novo padrão de aluno

      
A oportunidade de ter um diploma de nível superior em apenas dois anos seduz um número cada vez maior de estudantes. O resultado é que, menos de três anos depois de terem sido regulamentados pelo Ministério da Educação (MEC), os cursos seqüenciais de formação específica, a mais recente modalidade do ensino superior, são vedete entre os candidatos a uma vaga no terceiro grau. Mas os cursos seqüenciais não devem ser encarados como a abreviação do tempo gasto na graduação. As duas modalidades têm perfis diferentes e atendem à necessidades distintas , ressalta o coordenador dos cursos seqüenciais do Centro Universitário Newton Paiva, Henrique Tavares.

Os cursos seqüenciais foram criados pela Lei de Diretrizes e Bases para a Educação Nacional (LDB), promulgada em 1996, e correspondem ao nível superior. São voltados para a formação específica, em áreas não contempladas pela graduação. A abertura dos cursos é motivada pela demanda do mercado por profissionais melhor capacitados. Cerca de 95% dos cursos criados são das áreas de informática e administração. O Unicentro Newton Paiva oferece os cursos de gestão em representações comerciais, negócios automotivos e empreendimentos imobiliários.

Nessas áreas, a maioria dos profissionais atua sem formação de nível superior, mas há demanda pela formação universitária , explica Henrique Tavares. Todos os alunos já atuam nas áreas estudadas. Para eles é importante fazer um curso em apenas dois anos. Mas é essencial que a passagem pela faculdade signifique o aperfeiçoamento da prática , completa. A característica profissionalizante dos seqüenciais não impede que estudantes recém-saídos do ensino médio decidam se matricular na modalidade. Mas é preciso ter consciência de que é um curso restrito. Se a pessoa quiser mudar de profissão, terá que fazer outro curso.

Por enquanto, as instituições estão abrindo cursos muito específicos, em atendimento à demanda do mercado, mas podem surgir opções menos focadas, que atendam melhor aos alunos mais jovens. De qualquer forma, o objetivo do estudante não pode ser ganhar tempo, mas ter uma formação específica , adverte. Simone Soraia Assunção, de 34 anos, representante comercial há dez anos, preferiu fazer um curso seqüencial à tradicional graduação, embora pense em continuar estudando depois. Para quem está no ramo há muito tempo é fundamental uma formação que privilegie a prática , ressalta. Ela também vê vantagens para alunos mais jovens. O jovem pode conquistar uma profissão mais cedo e com o seu trabalho pagar as mensalidades de um curso de duração mais longa , acredita.

Compare

Graduação - Credenciamento e reconhecimento
Os cursos devem ser oferecidos por instituições de ensino regularmente credenciadas no Ministério da Educação (MEC). Cada curso precisa ter uma portaria própria de autorização de funcionamento e o reconhecimento é expedido (ou não) depois que a primeira turma completa a metade dos créditos. Duração - Varia de quatro a seis anos, de acordo com determinação do MEC

Continuidade de estudos
O portador de diploma de graduação (licenciatura ou bacharelado) pode se matricular em cursos de pós-graduação lato sensu (especialização) e stricto sensu (mestrado e doutorado). Também pode solicitar matrícula em outros cursos superiores, sem necessidade de vestibular, desde que haja vagas.

Particularidades
A graduação divide-se em duas modalidades: licenciatura (voltada para a formação de professores para o ensino básico) e o bacharelado. O bacharel não pode exercer o magistério, mas pode fazer complemento de estudos para adquirir também o diploma de licenciatura, e vice-versa. Seqüencial (Formação específica) - Credenciamento e reconhecimento Os cursos devem ser oferecidos por instituições de ensino regularmente credenciadas no Ministério da Educação. Cada curso seqüencial deve estar atrelado a um curso de graduação bem avaliado pelo MEC e precisa ter uma portaria própria de autorização de funcionamento. O reconhecimento do curso é expedido (ou não) depois que a primeira turma completa a metade dos créditos. Duração - Período mínimo de dois anos e 1,6 mil horas

Continuidade de estudos
O diploma de nível superior seqüencial dá acesso aos cursos de pós-graduação lato sensu (especialização). Não é permitida a matrícula em mestrado ou doutorado, a não ser que o estudante curse também a graduação. Não permite a transferência para cursos de graduação. Os créditos dos cursos seqüenciais podem ser abatidos em cursos de graduação, de acordo com o estatuto das instituições

Particularidades
O diploma seqüencial permite a participação em concurso público desde que a exigência seja apenas formação em nível superior e não graduação. Além do curso seqüencial de formação específica, existe também o seqüencial de complementação de estudos, que não fornece diploma de nível superior. Esses cursos são de livre oferta, sem duração préfixada

Fonte: Estado de Minas
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.