text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Quase 20 cursos de jornalismo devem boicotar o Provão

      
Quase 20 cursos de Jornalismo vão boicotar o Exame Nacional de Cursos (Provão) este ano. A informação é da Executiva Nacional dos Estudantes de Comunicação (Enecos), entidade que organiza o protesto desde 1998. No ano passado, segundo a Enecos, 23% dos estudantes de jornalismo entregaram as provas em branco.

Entre os alunos de Jornalismo que vão aderir ao protesto estão os estudantes das federais do Rio Grande do Sul, de Minas Gerais, do Pará e do Mato Grosso, além dos graduandos da Federal Fluminense e da Universidade de São Paulo. Os alunos das particulares Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Universidade Católica de Brasília, Fundação Instituto Tecnológico de Osasco, Uninove (SP) e UniCeub (DF) também afirmaram que vão aderir ao boicote.

Para participar do boicote proposto pela Enesco, o estudante deve comparecer ao local do Exame, porém entregar a prova em branco. "Assim quebramos o ranking que o ministério cria com o exame, que só serve para estimular a competição entre as instituições, e não a melhoria efetiva", afirmou Daniel Dourado, Coordenador-Geral da Enecos.

Segundo carta da entidade divulgada à imprensa, os estudantes são "contrários ao Provão porque acreditamos que uma avaliação institucional que se proponha a efetivamente transformar os cursos, primando pela qualidade de ensino, deva ser feita em conjunto com a comunidade acadêmica. Ela de maneira nenhuma pode ou deve ser impositiva, inclusive porque fere a autonomia universitária".

Fonte: Agência PontoEdu
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.