text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Provão do MEC acontece domingo

      
O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep/MEC) promove neste domingo, das 13h às 17h, o Exame Nacional de Cursos, o Provão 2002. Este ano, cerca de 400 mil alunos farão o teste, que avaliará a qualidade de mais de 5 mil cursos de 24 áreas. Em Santa Catarina, há 15.770 inscritos em 251 cursos. A intenção, com os resultados do exame, é planejar a melhoria na qualidade do ensino superior.

A prova, instituída em 1996, é obrigatória aos estudantes que estão se formando. Quem não participa não recebe o diploma de conclusão de curso. As universidades ganham notas de A a E e as piores colocadas correm o risco de ter os cursos suspensos. Pelo terceiro ano consecutivo, o Ministério da Educação (MEC) concede bolsas de estudos aos alunos com as maiores notas no Provão. Os universitários terão direito a cursar mestrado ou doutorado. Um levantamento feito junto aos participantes do Provão do ano passado mostrou que a maioria pretende dar continuidade aos estudos. Nas respostas do questionário-pesquisa sobre o tema, 83% informaram que pretendiam freqüentar o mestrado, doutorado ou especialização. O método para avaliar as universidades divide as opiniões.

Jefferson Forest, presidente da União Catarinense dos Estudantes (UCE), acredita que a análise é muito superficial. De acordo com ele, não é possível saber em algumas horas o que o aluno aprendeu durante cinco anos. Guilherme Ramos Sens, vice-presidente do Centro Acadêmico do curso de Medicina da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), concorda com o representante da UCE e acrescenta que a avaliação institucional é necessária, mas o teste avalia somente o conhecimento teórico, sem levar em consideração as habilidades dos futuros profissionais.

O professor Alceu de Oliveira Pinto Júnior, diretor do Campus de Biguaçu da Universidade do Vale do Itajaí (Univali), ressalta que a resistência dos alunos ao Provão era maior em anos anteriores e, aos poucos, os estudantes se conscientizam sobre a importância do método. Conforme a diretora do Departamento de Ensino de Graduação da UFSC, Eunice Nodari, o Exame tem se consolidado para calcular o desempenho das instituições.

Fonte: Diário Catarinense
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.