text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

UFMG promove debate sobre mercantilização da educação

      
O futuro da educação mundial estará em discussão na UFMG (Universidade Federal do mato Grosso) no dia 17 de junho. A reitora Ana Lúcia Gazzola será a anfitriã do ciclo de debates "Educação é Mercadoria?", que vai reunir personalidades da educação brasileira para analisar os efeitos de uma possível inclusão da educação entre os 12 setores de serviços capitulados pelo Acordo Geral sobre o Comércio de Serviços (Gats) da Organização Mundial de Comércio (OMC).

Com isso, equivalência de diplomas, padrões para a formação profissional, validação de títulos estrangeiros e certificação de competências passariam a obedecer à legislação da OMC, sendo por isto mantidos fora do alcance de qualquer legislação nacional.

O Ciclo será dividido em dois turnos de atividades. Pela manhã, haverá reuniões com parlamentares, autoridades ligadas às diversas instâncias do poder público, reitores e outras autoridades universitárias. Na parte da tarde, o professor Marco Antônio Dias, assessor especial do reitor da Universidade das Nações Unidas vai proferir conferência. Ele terá como debatedores os professores Mozart Neves Ramos, presidente da Associação Nacional de Dirigentes de Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) e reitor da UFPE, Carlos Vogt, vice-presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) e a deputada Esther Gossi, da comissão de Educação da Câmara dos Deputados.

A reitora da UFMG adverte que a inclusão da educação nas regras de comércio da OMC fere a soberania das nações na condução de suas políticas educacionais. "Isso rompe com uma condição imprescindível para a consolidação e para a garantia de sociedades menos desiguais e mais desenvolvidas, cedendo lugar a um mercado voltado exclusivamente para a lucratividade crescente", explica Ana Lúcia Gazzola.

Fonte: UFMG
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.