text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Mais uma faculdade acusada de "fantasma"

      
Centenas de pessoas podem estar sendo prejudicadas pela Faculdade de Sociologia e Teologia do Recife (Fater), que tem uma unidade em Salvador, e funciona no Centro Missionário Internacional, localizado na Avenida D. João VI, em Brotas. Segundo denúncias de estudantes, a universidade está para fechar as portas por não estar regularizada no Ministério da Educação (MEC). A Fater, em Salvador, oferece cursos nas áreas de Pedagogia e de Teologia (alguns deles com especialização incluída). Cobra mensalidades que variam, de acordo com o curso, de R$ 50 ou R$ 70 por disciplina. A partir do próximo semestre, de acordo com a própria direção, as mensalidades irão subir para R$ 90 ou R$ 130 para um mínimo de três disciplinas.

Segundo funcionários da Fater, os cursos de Teologia têm, aproximadamente, 35 disciplinas e, os de Pedagogia, 45. Segundo uma estudante, que não quis se identificar, a faculdade, que funciona em Salvador há três anos, só realizou vestibular apenas uma vez. Nas outras oportunidades fez apenas uma análise de currículo para poder matricular os alunos. A estudante também falou que muitos alunos estão sendo transferidos para a Universidade de Santa Catarina (Udesc), que, segundo informações, funcionaria em Feira de Santana. A estudante disse ainda temer pelo futuro, já que sempre sonhou em ser pedagoga e já pagou mais de um ano em mensalidades.

Outro lado

Rosemaris Albuquerque, diretora da Fater, negou que a faculdade esteja para fechar. Segundo ela, vai até mudar para um prédio maior, no bairro de Santo Agostinho. Disse que alguns alunos, quando querem, procuram a Udesc para se transferir. Depois, pediu para que a Reportagem de A TARDE entrasse em contato com a sede da entidade na capital pernambucana. Félix Bezerra, relações públicas da Fater, declarou que a entidade está regularizada com o MEC e que, inclusive, já estaria com a documentação de credenciamento como faculdade à espera de publicação no Diário Oficial. "Agora, aguardamos o trâmite dos pedidos de criação dos cursos de Teologia e Pedagogia", falou. Sobre a forma de ingresso dos alunos, Bezerra confirmou a análise de currículo, para os cursos de Teologia.

"Nos cursos de Pedagogia o vestibular é realizado", falou. Ainda segundo o relações públicas, a Fater se ampara na Lei 1.051/69 que permitia a criação de cursos superiores livres a partir de seminários de formação acadêmica teológica evangélica. Por fim, Bezerra afirmou que esta não é a primeira vez que a Fater é alvo de denúncia semelhante, mas que o "engano" foi desfeito. "Possuímos todos os documentos para provar que a Fater está regular com o MEC", concluiu. A TARDE não conseguiu entrar em contato com representantes da Udesc. Os três telefones de Feira de Santana não respondiam.

Em Salvador, uma mulher identificada pelo prenome de Fátima, que seria a representante local da Udesc, não foi encontrada em seu telefone (356- 5125, que vem a ser o mesmo do Centro Missionário Internacional) até o fechamento da edição (19h).

Fonte: A Tarde
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.