text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Projeto da UFC oferece turismo ecológico

      
Um contato mais próximo com as ricas fauna e flora das serras de Aratanha e Baturité, na companhia de geólogos, geógrafos, estudantes universitários é o que está sendo proposto pelo Parque Vivo, um projeto de educação ambiental ligado à Pró-Reitoria de Extensão da UFC (Universidade Federal do Ceará), e com poucos recursos financeiros, é possível.

As excursões através de trilhas ecológicas nas áreas de proteção ambiental (APAs) são organizadas de acordo com o perfil dos participantes e os preços variam conforme a opção dos excursionistas, explica Patrícia Alvarenga Lima, coordenadora do Projeto Parque Vivo. O passeio pode ser de apenas um dia ? sempre aos sábados ? ou por todo o final de semana. O grupo, de até 15 pessoas, viaja na companhia de dois guias, além de estagiários, a um custo a partir de R$ 45,00 para dois dias, incluindo hospedagem.

As trilhas nos municípios de Baturité, Guaramiranga e Pacatuba, entre outros, ressaltam a exuberância das serras cearenses, com remanescentes da mata atlântica. Os participantes visitam museus, banham-se em bicas e cachoeiras, conhecem as construções deixadas pelos jesuítas e podem observar o pôr-do-sol na linha da serra. Em Pacatuba, um dos pontos de destaque é o lago Boaçu, nascente do rio Cocó.

O turismo ecológico, como lembra Patrícia Alvarenga, é uma das melhores formas de combate ao stress dos que vivem na cidade grande. Interessados podem organizar grupos. (Informações: Patrícia Alvarenga Lima, Coordenadora do Parque Vivo ? Fone: 272.4782, ou no site www.parquevivo.ufc.br

Fonte: UFC
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.