text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Projeto de formação do ISSEC é modelo para o restante do país

      
O Instituto Superior de Segurança e Cidadania de Roraima (ISSEC/RR) foi criado em janeiro de 2002, e já pode ser considerado como uma referência nacional na área de Segurança Pública, pois tem recebido várias solicitações de esclarecimentos sobre seu modelo pedagógico por diversos setores da Segurança Pública do País. Na avaliação dos coordenadores do instituto, o resultado dessa projeção nacional é fruto de um projeto bem elaborado que visa melhorar a qualidade dos profissionais que atuam no setor.

O projeto do instituto é fruto de uma parceria internacional entre Roraima e a província de Quebec (Canadá). O seu programa foi elaborado por técnicos brasileiros e canadenses com bases nas melhores técnicas policiais do mundo, a fim de atender a realidade local.

O projeto é pioneiro no país e segue os padrões internacionais de segurança. Segundo o diretor do instituto, coronel Antônio de Matos Neto, a sociedade globalizada não aceita mais ficar de fora das inovações internacionais. "Portanto é um orgulho, nós estarmos à frente desse projeto", disse, ao ressaltar que Boa Vista é privilegiada pela facilidade que apresenta na implantação desse sistema, já que é uma cidade de pequeno porte.

"Várias instituições brasileiras já nos procuraram para saber informações desse sistema. Isso significa que o país está interessado em melhorar a segurança pública como um todo, haja vista o aumento dos índices de violência", observou.

CURSO: O instituto forma o aluno em Técnicas Policiais com bacharelado em Segurança Pública, mas o objetivo do Instituto é de oferecer formação superior, pós-graduação em especializações, mestrado e doutorado. Os alunos formados pela instituição poderão atuar junto a Polícia Militar, ao Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, a Secretaria de Justiça, que é responsável pelo sistema carcerário e a coordenadoria estadual de Defesa Civil, que trabalha com catástrofes como enchentes e queimadas.

"A partir de janeiro de 2005, todos integrantes dos órgãos de Segurança do Estado deverão possuir o curso de técnicas policias com bacharelado em segurança pública. Isso fará com que a polícia não mais seja vista como um elemento repressor, para que população roraimense tenha um atendimento de qualidade", disse o coronel Neto.

O curso tem duração de três anos, com carga horária de 3.468 horas. Os alunos estudam de nove a dez matérias por semestre. O treinamento é baseado no método de abordagem por competência, originado na França. Consiste na memorização do conhecimento da competência pelo aluno e treiná-la exaustivamente dentro do laboratório.

O parque cenográfico do ISSEC é único no país. Retrata os seis ambientes de maior incidência de ocorrências policiais de uma cidade de pequeno e médio porte. ? uma exigência do instituto que todos os professores tenham pelo menos pós-graduação Latu Sensu na área em que vão trabalhar. O diretor disse que para algumas matérias em que não existiam especialistas no Brasil, os professores fizeram cursos de especializações com duração de 400 horas-aulas no Canadá. "O quadro de professores é do mais alto nível. Todas as disciplinas são ministradas por especialistas. Ao todo são 23 professores, que ministram quatro matérias por semestre", disse ele.

Estatísticas dos centros de operações da Polícia Militar de Roraima confirmam, que 80% das ocorrências policiais são sociais e somente 20% criminais. Diante desse fato, o policial deve ter conhecimento da demanda social, para poder resolver casos fora da delegacia de polícia. "O curso ensina isso através do Método Estratégico de Resolução de Problemas na rua. O policial tem que identificar, priorizar e resolver o problema da comunidade, visando o melhor tanto para ele quanto para a sociedade em geral", explicou. A partir do quarto semestre do curso, os alunos começam a fazer estágios supervisionados na rua.

Hoje a instituição conta com 310 alunos matriculados, sendo que a metade já está iniciando as atividades relativas ao 2º semestre, que iniciarão dia dois de setembro.

Fonte: Folha de Boa Vista
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.