text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Prepare-se: tem Enem nesta semana

      
Com a possibilidade de usar seus resultados como parte do processo de seleção de 334 universidades do Brasil, o Exame Nacional do Ensino Médio, que acontece no próximo domingo, acabou se transformando no primeiro grande teste dos vestibulares tradicionais

Seis aulas no cursinho todas as manhãs. · tarde, mais seis horas seguidas de estudo. Tudo por uma vaga em um curso de medicina. A rotina da vestibulanda Luciana Donaires, de 18 anos, é puxada, mas nessa semana será ainda pior: "Vou estudar oito horas por dia por causa do Enem". No domingo, Luciana e mais 1,85 milhão de estudantes estarão fazendo a primeira grande prova do vestibular deste ano. "A maratona está apenas começando e vou aproveitar esta semana para revisar algumas matérias."

O Exame Nacional do Ensino Médio é uma prova do Ministério da Educação, mas seus resultados irão servir como parte do processo de seleção de 334 instituições de ensino superior do País. Assim, para a maioria dos estudantes ele acabou se tornando o grande teste para os vestibulares tradicionais.

"O Enem é uma prova light. Não tem aquela pressão da Fuvest, da Unicamp", afirma o candidato a uma vaga de direito Diogo de Lucena Dellan, de 17 anos. "Se a gente for mal, a nota não vai atrapalhar." Grande parte das faculdades só leva o resultado da prova em consideração se ela ajudar o aluno.

Diogo afirma que está estudando porque, no ano passado, não foi bem na avaliação. "? um exame gostoso de fazer, mas exige atenção e eu não estava preparado", conta. "Agora, estou me dedicando a valer." Já Rita de Cássia de Almeida, de 17 anos, vestibulanda de jornalismo, fará o Enem pela primeira vez e garante que está ansiosa. "Sei que na véspera o nervosismo vai aumentar", diz. "Mas tentarei me controlar." Enquanto isso, ela segue estudando. "Vi a prova de 2001 e percebi que ela cobra bastante raciocínio e atualidades", afirma. "Por isso, estou me informando sobre tudo o que acontece."

Quem ainda não está se sentindo muito preparado para o primeiro teste tem esta semana para tentar se recuperar. "Acho que a primeira dica para quem vai fazer o exame é dar uma olhada nas avaliações anteriores", diz o diretor-pedagógico do cursinho Stockler, Agostinho Marques Filho. "Como o Enem ainda é novo, não dá para dizer quais são os assuntos mais abordados, mas é muito importante ter raciocínio lógico, estar bem informado e prestar atenção porque as questões são multidisciplinares."

Nesta semana, sugere, o vestibulando pode aproveitar para refazer as provas.

"Não adianta se desesperar e tentar aprender em poucos dias o que está faltando. ? melhor manter a calma." No domingo, afirma, o aluno deve ler as questões devagar e começar pelas que acha mais fácil. "A prova tem tempo suficiente e, se precisar, o aluno ainda pode deixar de fazer a redação e gastar mais tempo nos testes."

? que, quando as faculdades consideram as notas do Enem, não levam em conta o desempenho da redação. "? claro que fazê-la é um excelente treino não só para o texto como para a organização do tempo de prova", diz Agostinho. "Mas a recomendação é para que, caso falte tempo, não seja feita."

Alunos estão mais relaxados

O diretor do cursinho Etapa, Carlos Eduardo Bindi, lembra que o Enem não é uma prova que costuma assustar os alunos e, por isso, ajuda a relaxá-los. "Do ponto de vista psicológico, ela é excelente porque o vestibulando vai se acostumando com os grandes exames", diz. "A dica é que ele se concentre na hora de ler as questões para conseguir interpretar corretamente o que elas estão pedindo. ? uma prova que exige reflexão."

No Etapa, assim como no Stockler, os alunos puderam fazer simulados do exame. Luciana, por exemplo já fez dois deles. "Fui bem, mas quero estar ainda mais preparada", diz. "Medicina é muito difícil."

No Colégio Madre Alix, os estudantes do 3.º ano do ensino médio fizeram o simulado no primeiro semestre. "Desde o começo do ano, os professores trabalharam temas, como saúde e energia, que têm aparecido no Enem", conta a coordenadora de ensino médio da escola, Ana Silvia Klain. "Orientamos os alunos para que raciocinem em cima da prova, porque não adianta aplicar fórmulas."

A coordenadora do Enem, Maria Inês Fini, também garante que não adianta ficar decorando matéria para essa avaliação. "A prova é feita para que o aluno possa mostrar aquilo que sabe, não para medir sua capacidade de memória." A dica para esta semana, afirma, é se concentrar na leitura. "Os estudantes devem ler jornais, revistas semanais. E sugiro que essa leitura não seja uma atividade solitária", diz. "? importante discutir as idéias e apresentar suas opiniões para os amigos, professores ou pais. ? uma boa semana para se treinar o diálogo."

Fonte: Jornal da Tarde
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.