text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Estudantes de letras da USP encerram greve de 111 dias

      
Os aproximadamente 5 mil alunos do curso de letras da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da Universidade de São Paulo (USP) retornam hoje às aulas, depois de 111 dias de paralisação. Os estudantes de letras foram os últimos a encerrar a greve, iniciada no final de abril.

Segundo a reitoria da USP, os outros quatro cursos da FFLCH (geografia, história, Filosofia e ciências sociais) retornaram às aulas na tarde de ontem. No caso de letras, grande parte dos estudantes já havia decidido retornar às aulas em uma assembléia realizada na manhã de ontem. · noite foi feita outra reunião com os demais estudantes, para decidir o fim da paralisação.

Os alunos da FFLCH pediam a contratação de 259 novos professores, mas acabaram concordando com a proposta da reitoria, de contratar 92 novos educadores até o final do ano que vem.

Aulas na rede pública

Os alunos da rede municipal de ensino correm o risco de não terem aula amanhã. Os professores farão um ato na Avenida Paulista, às 14h, para protestar contra a proposta de reajuste apresentada pela Prefeitura.

Segundo Claudio Fonseca, presidente do Sindicato dos Profissionais em Educação no Ensino Municipal (Sinpeem), a Secretaria Municipal de Gestão Pública pretende acabar com o planos de carreira. "O reajuste de 2% é insuficiente. Se os planos de carreira forem extintos, os educadores terão metade do salário cortado", afirma. O ato também vai pedir mais segurança nas escolas.

Fonte: Diário de S. Paulo
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.