text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Alunos do ensino superior tiram 5 bilhões de xerox anualmente

      
Todos os anos, mais de 5 bilhões de cópias de páginas de livros são tiradas por alunos que cursam o ensino superior, segundo Plínio Cabral, escritor, advogado e diretor da ABDR (Associação Brasileira de Direitos Reprográficos). Cada estudante tira, em média, cópia de 70 páginas por mês.

Para ele, a utilização de cópias é um assunto complicado. De um lado, está o estudante, que, para economizar, utiliza o xerox, mas, de outro, isso prejudica a tiragem de exemplares das obras, o que encarece o preço do produto.

A cópia de apenas trechos dos livros, diz ele, não dá ao aluno uma visão por inteiro, mas apenas fragmentos da matéria ensinada, o que prejudicará o profissional.

Fernando Abrucio, cientista político e professor da PUC-SP e da FGV, afirma que a cultura da fotocópia é causada pela falta de infra-estrutura das bibliotecas brasileiras. "Nos últimos anos, pudemos verificar que as bibliotecas tentaram se aparelhar melhor. Ou seja, elas vêm comprando mais livros atualizados, mas não em quantidades suficientes para atender os estudantes."

Segundo ele, o número de exemplares deveria ser compatível com o de alunos. "O ideal é que houvesse um exemplar de cada título para cada grupo de 25 alunos. O problema é que isso ainda é muito caro." O que se vê, em geral na época de provas, é que as obras que estão sendo estudadas se esgotam nas bibliotecas. Só quem chega primeiro consegue pegar o livro emprestado.

Abrucio afirma que, em países como os EUA, existem políticas que obrigam as editoras a fornecer um número de exemplares para as bibliotecas a cada edição e também existe um fundo designado para a compra de livros.

O vice-presidente da CBL, José Henrique Grossi, diz que o público brasileiro não criou o hábito de comprar obras com qualidade de papel e impressão mais baratos. "Quando o cliente chega à loja e olha um livro de papel jornal, tem a impressão errada de que o texto não tem qualidade e compra um de capa dura. Por isso não foram para a frente as tentativas das editoras de baratear o livro com a qualidade das folhas."

Segundo ele, a diminuição do custo dos livros está atrelada à quantidade de livros vendidos. "? possível dizer que, se dobrarem as vendas, o custo para o cliente cairá em 50%." No último ano, o aumento das compras foi de 4%.

Fonte: Folha de S. Paulo


  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.