text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Alunos beneficiados por parceria entre UFPE e IES espanholas embarcam para a Espanha

      
No próximo dia 27, começam a embarcar para a Espanha os primeiros grupos de alunos beneficiados pelo Programa de Mobilidade Estudantil firmado entre a UFPE (Universidade Federal de Pernambuco) e as universidades estaduais espanholas de Salamanca e Valladolid. Ao todo serão 106 estudantes que iniciarão o curso de graduação no próximo 1º de outubro. Desses, 54 vão para Valladolid e 52 para Salamanca. O grupo que irá para Valladolid estará reunido no gabinete do reitor da UFPE, Mozart Neves Ramos, na sexta-feira, dia 23, às 10h.

De acordo com o Programa de Mobilidade Estudantil, pioneiro no País, os estudantes que participaram do exame de vestibular para ingressar na UFPE neste ano puderam concorrer, também, a 235 vagas para estudar nessas universidades espanholas. O acordo pretendeu beneficiar, sobretudo, os "feras" que foram classificados no exame da Covest mas que não obtiveram médias suficientes para garantir uma vaga nos cursos da instituição federal de ensino superior de Pernambuco.

Como o critério para ingressar no programa é a nota obtida no exame, os estudantes aprovados, aqueles que preencheram as vagas da UFPE, também puderam se habilitar. Neste caso, eles tiveram que optar por uma ou outra instituição. E, em ambas as situações, o estudante arcará com todos os custos da iniciativa. As vantagens concretas do Programa de Mobilidade Estudantil consistem no fato de o estudante contemplado pagar taxas iguais às dos alunos espanhóis para estudar lá, e obter, ao final do curso, o reconhecimento do diploma no Brasil, conferido pela própria UFPE.

A iniciativa foi brindada pelos reitores das três universidades envolvidas como um importante passo no intercâmbio internacional quanto aos cursos de graduação. O reitor de Salamanca, Ignácio Berdugo, quando esteve na UFPE, afirmou que "esse é um marco na vida acadêmica das duas instituições, sobretudo, porque a diversidade cultural que o acordo possibilita só vem a engrandecer o processo de ensino e aprendizagem". Para Maria José Brezmes, vice-reitora da Universidade de Valladolid, esse acordo atende a uma demanda crescente na Europa. "Nós temos vagas ociosas e vocês têm bons estudantes querendo cursar a graduação na Europa. Não existe comunhão melhor de interesse do que essa", atestou.

Para o reitor da UFPE, Mozart Neves Ramos, o Programa de Mobilidade Estudantil resulta da busca da Universidade Federal de Pernambuco por estar à frente dos anseios da sociedade. "Hoje, mais do que nunca, temos que proporcionar aos estudantes oportunidades de intercâmbio, uma vez que os currículos das universidades são muito nivelados. O que diferencia o profissional que sai das bancas universitárias, agora, é o acervo de experiências concretas que ela leva consigo", ilustra Mozart. O reitor ainda ressalta que o fato de as universidades de Salamanca e Valladolid terem endossado o convênio traduz o reconhecimento do conceito da UFPE e do seu exame de seleção.

Os cursos oferecidos pela Universidade de Salamanca são os de Licenciatura em Física, Informática Engenharia Química, Direito, Pedagogia, História, Medicina, Ciências Biológicas, Ciências Ambientais, Administração de Empresa e Economia. Já a Universidade de Valladolid disponibilizou vagas para os cursos de Bacharelado em Física, Informática, Engenharia de Produção, Publicidade e Propaganda, Administração de Empresas e Economia.

O primeiro grupo de alunos a viajar vai estar no ãroporto às 14h15, da próxima terça-feira (27). Eles vão embarcar no vôo 2315 da Varig, com destino a Salvador, onde farão conexão para a Espanha. O vôo decolará às 15h15.

Fonte: UFPE
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.