text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

UFMA inaugura novas instalações

      
A Universidade Federal do Maranhão (UFMA) deu início ontem ao processo de transferência do último curso de graduação que ainda funcionava fora do Campus do Bacanga. O reitor da UFMA, Othon Bastos, lançou a pedra fundamental do prédio onde funcionará o curso de Farmácia dentro do Campus e inaugurou o prédio do curso de Odontologia e o anexo III do Centro de Ciências Sociais (CCSo). A cerimônia contou com a presença do secretário de Ensino Superior do Ministério da Educação e Cultura (MEC), Francisco César Sá Barreto.

Durante a solenidade, o reitor também anunciou que já está buscando recursos, cerca de R$ 800 mil, para reformar o Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas (CT), que abriga os cursos de Química, Física, Matemática, Engenharia Elétrica, Química Industrial, Desenho Industrial e Ciências da Computação.

Os dois novos prédios acrescentam à universidade mais 64 salas, quatro clínicas odontológicas, uma biblioteca e cinco laboratórios. O novo prédio do curso de Farmácia terá 2.260 metros quadrados em bloco único, 18 laboratórios, quatro salas de aula, biblioteca e almoxarifado. Hoje o curso de Farmácia funciona no Palácio das Lágrimas, na Praça da Igreja de São João.

Para o reitor da UFMA, a construção dos prédios e a transferência para o Campus dos cursos de Farmácia e Odontologia eram uma antiga dívida que está sendo sanada. "Havia um débito com esse dois cursos, que na verdade são as sementes da UFMA, junto com a faculdade de Direito. Agora estão ganhando novas instalações, com equipamentos de primeira linha e a oportunidade de conviver com o resto da comunidade acadêmica", afirmou o reitor.

Com relação ao Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas, serão reformadas as instalações físicas e substituída a instalação elétrica. "O prédio apresenta problemas e precisa de reformas. Esperamos iniciar a reforma já no próximo ano. O secretário nos orientou como fazer para conseguir os recursos para executar os serviços necessários", revelou o reitor.

Verbas ? O secretário de Ensino Superior do MEC, Francisco Barreto, anunciou, em discurso durante a solenidade, que a verba para a manutenção de universidades e hospitais universitários, da ordem de R$ 510 milhões, foi aprovada pelo Ministério do Planejamento para ser incluída no orçamento do ano que vem.

"Este ano tínhamos R$ 420 milhões para a manutenção das universidades federais e R$ 30 milhões destinados aos hospitais universitários. Para este ano ainda há a possibilidade de conseguirmos a liberação de mais R$ 90 milhões, pela emenda Andes, que deverá ser votada no Congresso Nacional em duas semanas. Tudo isso somará cerca de R$ 550 milhões. Para o ano que vem, nós já vamos começar o exercício de 2003 com R$ 500 milhões destinados às universidades e R$ 50 milhões destinados aos hospitais universitários. Esses recursos serão empregados no programa do MEC de modernização das universidades", explicou Sá Barreto.

Fonte: O Estado do Maranhão - São Luiz


  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.