text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Enem reúne 1,8 milhão de alunos

      
O quinto exame do Ministério da Educação (MEC) para avaliar alunos do Ensino Médio será realizado domingo, em 600 municípios do país, com o recorde de 1,8 milhão de inscritos.

A participação dos gaúchos também aumentou: de 43.872 estudantes no ano passado para 63.479 agora.

Criado em 1998, quando teve 157 mil inscritos, o Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) vem se expandindo. O organizador da prova, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), destaca que 338 universidades e instituições de Ensino Superior do país estão aceitando alunos aprovados no Enem. A prova do MEC serve como referência ou até dispensa a necessidade de vestibular. No Rio Grande do Sul, 11 universidades adotaram o Enem como aferidor de desempenho.

No Rio Grande do Sul, a prova do MEC será realizada em 28 municípios. Porto Alegre tem o maior número de inscritos, seguida de Pelotas e Caxias do Sul. A finalidade do Enem é proporcionar uma auto-avaliação aos alunos que estão concluindo ou já terminaram o Ensino Médio. Também se propõe a orientar as escolhas profissionais.

No país, São Paulo registrou o maior número de inscritos: 542 mil. O que menos participa é o Acre, com 4 mil. Neste ano, o exame também será aplicado em seis presídios, localizados em São Paulo, no Paraná e no Rio.

A expectativa do MEC é de que o Enem pudesse ajudar escolas a detectarem eventuais deficiências dos alunos e até alterar métodos de ensino. O ministério informa que nenhum colégio do Rio Grande do Sul pediu o boletim de desempenho em 2001. O coordenador da Divisão de Ensino Médio da Secretaria Estadual da Educação (SEC), Romir Rodrigues, confirma:

? Não temos conhecimento de que alguma escola tenha balizado seus objetivos pelo Enem.

Rodrigues diz que a SEC "não é contra avaliações", mas tem algumas ressalvas quanto à prova do MEC. Como é nacional, ela adota os mesmos critérios para todo o país, sem levar em conta as diferenças regionais. O coordenador acha que o Enem levará mais algum tempo para se tornar uma referência.

Fonte: Zero Hora - Porto Alegre
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.