text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Capes recebe inscrições para bolsas de pós no exterior até o dia 30

      

A Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) recebe o dia 30 de agosto as inscrições para bolsas de doutoramento no exterior.

O pagamento mensal pode chegar a US$ 1.100. Para cada dependente, o benefício prevê um adicional, que pode atingir o valor máximo de US$ 570. A bolsa também prevê o pagamento auxílio-instalação no país destino, de passagens aéreas e de seguro-saúde ao bolsista e seus dependentes.

A duração da bolsa de doutorado é, inicialmente, de doze meses, podendo ser renovada desde que o bolsista tenha desempenho satisfatório e de modo que a duração total não ultrapasse 48 meses. Desse prazo, é deduzido o tempo já cumprido no exterior, com o curso, antes da concessão da bolsa.

No caso da aprovação de ambos os membros de um casal, um deles recebe os componentes de bolsa que se referem aos dependentes, cabendo ao outro apenas uma bolsa de solteiro, sem filhos.

Inscrições

Os candidatos devem ter diploma de nível superior e não terem recebido outra bolsa federal para a realização de programa de doutorado.

As inscrições são individuais. Cada membro de um casal deve candidatar-se separadamente. A Capes recomenda que essas candidaturas sejam simultâneas, visto ser obrigatório o retorno imediato do bolsista ao Brasil após a conclusão dos estudos no exterior.

Para se candidatar, o interessado deve se inscrever pela Internet, no site da Capes. Todos os documentos abaixo devem ser enviados até 30 de agosto. O candidato deve ter disponível os documentos solicitados, em arquivo eletrônico, para serem anexados ao formulário.

As inscrições só serão efetuadas após o interessado seguir o procedimento abaixo:

- solicitação efetuada pela Internet;
- plano de estudos em português;
- currículo preenchido na plataforma Lattes no site do CNPq e anexado à inscrição;
- diplomas ou comprovantes de conclusão de graduação e de pós;
- históricos de graduação e de pós já concluída ou em andamento;
- três recomendações de professores-pesquisadores enviadas por eles, após a inscrição;
- currículo resumido do(s) professor(es) indicado(s) como possível(eis) ou efetivo orientador(es);
- os candidatos na área de arquitetura, comunicação visual, desenho industrial e artes (com exceção da área de história, crítica e teoria das artes) devem apresentar portfólio.

O plano de estudos com, no máximo, dez páginas, deve conter os itens a seguir de modo a facilitar sua análise: título; introdução e justificativa; objetivos, com definição e delimitação do objeto de estudo; metodologia a ser empregada; plano de atividades e cronograma e bibliografia de referência.

Fonte: Folha Online Educação

  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.