text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Unicamp quer oferecer know-how a prefeituras

      
A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) pretende firmar convênios de cooperação com prefeituras do Estado de São Paulo, de forma que a produção científica e os recursos humanos da universidade estejam à serviço do Poder Público para a execução de projetos de setores diversos, como a saúde, a educação, a preservação ambiental e o gerenciamento dos recursos públicos.

O primeiro encontro entre representantes da Unicamp, prefeitos, vice-prefeitos e vereadores está marcado para os dias 30 e 31 de agosto, no Centro de Convenções da universidade. A abertura acontece às 9h30 do dia 30. Os participantes serão divididos em oito mesas para o debate de assuntos específicos.

Trata-se da criação definitiva do Espaço Funcamp de Políticas Públicas, idealizado pela Fundação de Desenvolvimento da Unicamp (Funcamp) e pela Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários. "A comunidade universitária estará à disposição das prefeituras, que nem sempre contam, em seus quadros, com profissionais capacitados para o planejamento e a execução dos projetos administrativos", fala o pró-reitor de Assuntos Comunitários, Rubens Maciel Filho.

O espaço de debates prevê a reunião periódica dos administradores públicos em mesas redondas. A estimativa é que os encontros aconteçam a cada seis meses. "Nos esforçamos para a aplicação definitiva dos conhecimentos universitários nas ações sociais em cada Prefeitura", diz Bernardino Álvaro de Figueiredo, presidente da Funcamp.

Além da apresentação oficial do espaço de discussões ao Poder Público, os dois dias serão marcados pelos debates sobre a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), que limita os gastos das prefeituras de acordo com o potencial de arrecadação.

Os participantes serão informados sobre os riscos penais enfrentados pelos administradores que desrespeitam esta legislação e sua influência no desenvolvimento dos municípios.

Também haverá mesas para orientação dos políticos sobre quais projetos universitários podem ser implementados em cada cidade, e sobre as "ferramentas" disponíveis para a arrecadação de recursos, sem que os cofres públicos sejam onerados. Os participantes vão saber, por exemplo, como ter acesso aos financiamentos oferecidos pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

O Estatuto da Cidade, ações que incentivem a geração de renda e emprego são outros assuntos que serão tradas durante o primeiro encontro entre representantes da universidade e do Poder Público.

Fonte: Correio Popular - Campinas


  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.