text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

VI Semana de Arquitetura e Urbanismo da PUC-Minas

      
O Diretório Acadêmico da Faculdade de Arquitetura da Pontifícia Universidade Católica promove, de hoje ao dia 31 de agosto, no Parque das Mangabeiras, a VI Semana de Arquitetura e Urbanismo da PUC-Minas. O evento, que acontece desde 1996, faz parte do calendário anual da área e já se tornou referência nacional como extensão acadêmica. Este ano o tema escolhido pelos organizadores foi a Imagem Urbana: Da Utopia à Miragem. Como o nome sugere, serão trabalhadas as imagens urbanas e suas relações com a memória e com a produção cultural.

Este ano o evento, que já conta com 700 inscritos, entre estudantes e profissionais, promete. Serão seis dias de palestras interativas, mesas-redondas, oficinas, diversas intervenções artísticas, além da Maratona de Projetos, que vai premiar a melhor idéia desenvolvida por estudantes nos dias 30 e 31 de agosto.

O presidente do DA e coordenador geral da Semana, Pedro Doyle, garante que os participantes terão a oportunidade de ampliar seus conhecimentos e aprimorar suas possibilidades de atuação na sociedade. E não é para menos, a organização não mediu esforços. A VI Semana de Arquitetura traz a Belo Horizonte nomes como o do holandês Herman Hertzberger, cujos textos são referência para os estudantes de arquitetura . Hertzberger irá falar, entre outros temas, sobre a socialização dos espaços, o público e o privado, e é, sem dúvida, uma das estrelas do encontro.

Estará em Belo Horizonte também o arquiteto Nestor Goulart, um dos pioneiros da pesquisa sobre a cidade brasileira. Sua palestra abrange as imagens da vila colonial brasileira, memória e identidades. O argentino Jorge Mário Jáuregui, que desenvolve trabalhos no Rio de Janeiro desde 1978, é outro destaque.

Entre os temas abordados por ele está a urbanização de favelas. O último palestrante será o arquiteto e doutor em Filosofia pela Universidade de Paris, Nelson Brissac, autor do projeto Arte Cidade , desenvolvido em São Paulo. O projeto destaca áreas críticas do meio urbano e busca ativar sua dinâmica e diversidade através de intervenções artísticas.

Formato

A sexta edição da Semana de Arquitetura e Urbanismo está repleta de novidades. Pedro Doyle, presidente do DA, mostra que os organizadores não mediram esforços e arriscaram desde a escolha dos nomes até o formato original do encontro, que não será em nada parecido com um simples congresso. Não vai ser nem um pouco cansativo , adianta o coordenador. Ao fim de cada palestra vão acontecer apresentações de teatros, oficinas, shows, mostra de curtas .

Outra novidade deste ano é a conversa de boteco. Pedro Doyle explica que à noite os participantes terão a oportunidade de conversar com os palestrantes em um ambiente agradável e descontraído, montado a partir de uma mesa redonda, com música lembrando um típico bate-papo entre amigos.

Outro diferencial deste ano, que com certeza vai agradar os participantes, é o encerramento. Para confraternizar as pessoas, a festa de despedida deve deixar boas lembranças. O local foi cuidadosamente escolhido. Os arquitetos e futuros profissionais vão se despedir do encontro em um salão do Brasil Palace Hotel, localizado no andar de cima do Café Pérola, na avenida Afonso Pena, Centro de Belo Horizonte.

A sexta semana de Arquitetura da PUC-Minas promovida pelo Diretório Acadêmico do curso, acontece até sábado, dia 31, durante todo o dia no Parque das Mangabeiras, a partir das 14 horas. Os interessados em participar ainda podem-se inscrever, no próprio Parque. O valor da inscrição é de R$40 com direito à participação em todos os eventos e R$30 para quem não participar das oficinas.

Fonte: Diário da Tarde
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.