text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Engenheiro eletrônico é preso no vestibular da Ulbra

      
Depois de se apresentar ao Fórum de Canoas, um engenheiro eletrônico de Goiânia foi preso ontem por suspeita de envolvimento na fraude da cola eletrônica no vestibular da Universidade Luterana do Brasil (Ulbra).

Segundo a polícia, o engenheiro seria um dos líderes da quadrilha e o responsável pela parte técnica do esquema. Com prisão temporária decretada, o suspeito resolveu vir ao Estado para se entregar, na companhia de sua advogada. Embora a base da operação tenha sido descoberta em Goiânia, o engenheiro tem ligações na cidade de São José dos Campos (SP).

Recolhido ao Presídio Central por cinco dias, o suspeito será interrogado hoje pelo delegado Cleandro Jarczewski, da assessoria especial da Chefia de Polícia.

No início deste mês, oito policiais gaúchos estiveram em Goiânia e apreenderam transmissores VHs, antenas, aparelhos de fax e extratos telefônicos com ligações para Porto Alegre e Canoas. Com o material recolhido, programas de diferentes universidades sugerem a extensão do esquema a Santa Catarina, Rio, Amazonas, Paraíba e Mato Grosso do Sul. As provas foram encontradas em imóveis do suspeito, que teve então a prisão temporária decretada e estava foragido.

Cinco pessoas foram detidas e depois liberadas. Além de três candidatas surpreendidas com a cola passada por um pager, no vestibular, dois estudantes do 9º semestre de Medicina da Ulbra, que seriam representantes da quadrilha no Estado, foram interrogados. O indiciamento dos responsáveis será feito no final do inquérito.

Fonte: Zero Hora
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.