text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Professor denuncia descumprimento de acordo

      

Os professores da Universidade Federal de Campina Grande estão denunciando o descumprimento do acordo assinado pelo governo federal, no intuito de encerrar a última greve realizada pelas categorias federais, em 2001. Durante todo o dia de ontem, os professores da UFCG promoveram uma panfletagem nas salas de aula, e esclareceram aos alunos sobre a situação da categoria.

De acordo com a presidente da Associação dos Docentes da UFCG (Adufcg), Rosilene Dias, para terminar a greve que durava 108 dias, o governo federal afirmou que iria equiparar as gratificações dos professores de 1º e 2º graus do quadro de pessoal das Instituições Federais de Ensino Superior (Ifes) com os professores do ensino superior; contratar mais dois mil professores (pelo regime jurídico único); abrir mesas de negociação para a discussão de políticas de reestruturação dos hospitais universitários e melhorar o ensino público superior.

"Quando aceitamos as propostas, acreditamos que elas seriam cumpridas de imediato. A greve foi suspensa no dia 7 de dezembro do ano passado, mas até agora nada foi cumprido".

Apesar da insatisfação da categoria, Rosilene afirmou que no momento os professores não trabalham com a iminência de uma greve. Ela declarou que por enquanto os trabalhadores das Ifes pretendem pressionar o governo através de mobilizações e atos como o realizado ontem, de denúncia pública do descaso.

Mesmo com a afirmação da presidente da entidade de que não está sendo cogitada uma greve, muitos alunos ficaram apreensivos. "O pesadelo da última greve ainda está muito recente, não gostaria de passar por tudo isso novamente", disse a estudante Luciana Queiroz.

Fonte: Jornal da Paraíba

  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.