text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

TCE rejeita contas da Educação

      
O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE) rejeitou, pela segunda vez, as contas da Secretaria de Educação de Campinas, no exercício 2000, alegando que o governo Chico Amaral (então PPB hoje PMDB) aplicou apenas 19,97% dos 25%, índice obrigatório, da receita do município em Educação neste período.

Na prestação de contas a Prefeitura de Campinas disse que aplicou cerca de R$ 138 milhões ou 23,81% da receita anual de cerca de R$ 583 milhões. Porém, o TCE, ao analisar a prestação de contas avaliou que R$ 18,4 milhões não foram pagos dentro do exercício e, portanto, não poderiam ser considerados como gastos em Educação. O restante, cerca de R$ 4 milhões, são referentes ao pagamento de inativos (aposentados) e outros serviços, cuja defesa do governo municipal foi aceita pelo desembargador Fúlvio Julião Biasi.

Fonte: Diário do Povo - Campinas
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.