text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Fapesp financia projeto

      
O projeto do telessensor é financiado com recursos da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), coordenado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e conta com a participação da Universidade de São Paulo (USP), onde o equipamento ficará instalado, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), do Centro Federal de Ensino de São Paulo, da Universidade Bandeirante, do Instituto Tecnológico de ãronáutica (ITA) e da Universidade de Leiden, na Holanda. O centro emergente de análise de dados do detector brasileiro ficará instalado no Departamento de Física do ITA, em São José dos Campos (SP). Toda a rotina de análise de dados do detector será feita pelos pesquisadores do Inpe em conjunto com os alunos do ITA e dos alunos de pós-graduação do Inpe.

O pesquisador holandês que colabora com o projeto brasileiro, Georgio Frossati, desenvolveu o curso de mestrado nessa área no Brasil, no Instituto de Física da USP, durante o tempo em que morava no País. Frossati, que hoje é o chefe da equipe envolvida na construção do telessensor holandês, já esteve no livro dos recordes na década de 80, como o cientista que conseguiu as temperaturas mais baixas em experimentos para observação de ondas gravitacionais.

Fonte: Gazeta Mercantil
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.