text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Dos 50 cursos mais procurados no vestibular, 49 são de escolas públicas

      
Um levantamento preparado pelo Instituto Nacional de Estatísticas e Pesquisas da Educação (Inep), com base nos dados do Censo do Ensino Superior 2002, mostra que, entre os 50 cursos que tiveram o maior número de inscrições por vaga no vestibular do ano passado, 49 eram estaduais ou federais. A Faculdade de Medicina de Petrópolis (RJ), com 52,8 candidatos por vaga, é a única instituição privada na lista.

No ano passado, 4,6 milhões de estudantes disputaram uma das 1,6 milhão de vagas oferecidas no ensino superior. Em média, foram 2,9 candidatos por vaga. No entanto, a aparente baixa disputa esconde uma outra realidade. Nas instituições públicas foram 9,5 alunos por vaga. Nas particulares, a relação foi 1,6.

Nos cursos mais disputados, até 200 candidatos por vaga

O crescente aumento de oferta nas instituições particulares facilita o acesso e diminui a disputa nessas faculdades. No outro lado, o crescimento lento das instituições públicas, especialmente as federais, torna cada vez mais difícil o acesso.

Nos cursos mais disputados a competição ultrapassa, em alguns casos, os 200 candidatos por vaga. O censo do ano passado apresenta uma distorção: a Universidade do Amazonas não cobrou a taxa de inscrição no vestibular. Isso fez com que o número de inscritos aumentasse para 240 mil. Por essa razão a universidade teria os três cursos mais concorridos do país. Neste ano, porém, o número de inscritos para o vestibular caiu para 50 mil. Mesmo assim, o quarto lugar entre os cursos mais disputados no ano passado ? Ciência da Computação na Universidade de São Paulo ? teve 232 candidatos por vaga.

No Rio de Janeiro, a medicina da Faculdade de Petrópolis é o curso mais concorrido do estado, com quase 53 candidatos por vaga. Entre os cinco mais disputados do Rio, quatro são de medicina e um de direito.

O censo também detectou um grande crescimento na oferta e no número de alunos dos cursos seqüenciais, uma modalidade de ensino superior que não é considerada graduação. Hoje existem dois tipos de seqüenciais: o de formação específica e o de complementação de estudos.

Matrículas em cursos seqüenciais cresceram 73%

De 2001 para 2002 o número de estudantes matriculados em cursos seqüenciais aumentou 73% em ambas as modalidades. São 41 mil estudantes em 551 cursos, 77% deles de instituições particulares.

Fonte: O Globo
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.