text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Empresas financeiras ampliam oferta de crédito estudantil

      
O setor de educação tem se tornado um mercado atrativo para empresas financeiras. Para os alunos, a entrada desses agentes significa a abertura de novas modalidades de crédito educativo.

Você sabia que as universidades no país movimentam cerca de R$ 12 bilhões todos os anos Ainda, que cerca de 36% das vagas do ensino privado estão ociosas -37,4% se contadas outras formas de acesso além do vestibular E que cerca de 3 milhões de pessoas estão fora da universidade, pois podem pagar mensalidades de R$ 200 a R$ 250, mas, em geral, elas custam acima de R$ 400 Além disso, que mais de 30% dos estudantes estão inadimplentes.

O mercado financeiro está aproveitando esses números. A Ideal Invest, por exemplo, já possui uma carteira de crédito educativo de 7.000 estudantes. No início de 2004, abrirá mais 5.000 vagas. O aluno pode financiar 35% da mensalidade em até 12 anos. No próximo ano, a taxa será de 1,6% ao mês, e o pagamento só começa após o término do curso.

A Fininvest também lançou um programa de crédito educativo, e o plano tem o objetivo de oferecer empréstimos para pagamento de mensalidades com taxas de 3,9% ao mês e planos de prestação de 12 a 36 meses. A empresa movimentará R$ 25 milhões no setor.

Já a Finasa entrou em acordo neste ano com a Ulbra (Universidade Luterana do Brasil), uma das maiores universidades do país, para financiar as mensalidades atrasadas de alunos, afirma a instituição. Mas ainda não há números de quantos estudantes aderiram ao programa.

A empresa de previdência privada Aplub, por meio de sua fundação, atualmente administra 17 mil bolsas de 14 universidades. O estudante pode financiar 50% da mensalidade, com juros de 0,25% ao mês. O valor será pago após o término do curso. Também concede, por contra própria, financiamento a outros mil estudantes (juros de 1% ao mês).

Antes de fechar um financimento, o estudante deve pedir uma simulação das parcelas que irá pagar e do total do pagamento.

Sites das empresas: www.idealinvest.com.br, www.finasa.com.br, www.fininvest.com.br e www.fundaplub.com.br

Fonte: Folha de S.Paulo
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.