text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Inscrições na Zumbi: cotas para negros e mensalidade de R$ 240

      
A primeira faculdade particular da América Latina a adotar cotas para estudantes negros está com inscrições abertas para o processo seletivo de 2004. Até agora,somente quatro universidades públicas do País mantinham uma política de cotas.A Faculdade Zumbi dos Palmares, de São Paulo, vai reservar até 50% de suas 120 vagas para afrodescendentes nas duas habilitações do curso de Administração: Geral e Financeira. O preço da mensalidade é outro diferencial: R$ 240 ? valor equivalente a um salário mínimo e bem abaixo da média cobrada pela maioria das instituições privadas de ensino superior da capital paulista.

Criada pela organização não-governamental (ONG) Afrobras, a faculdade teve seu projeto desenvolvido em parceria com a Universidade de São Paulo e com a Universidade Metodista de Piracicaba.A Universidade Paulista (Unip) é hoje umadas principais colaboradoras.

A objetivo da nova faculdade é garantir o acesso de negros ao ensino superior, diz o presidente da Afrobras, José Vicente. Pesquisas oficiais apontam que apenas uma minoria de universitários brasileiros é de negros. As diferenças entre negros e brancos no País não param por aí: aparecem nos salários, na conquista de melhores empregos, no acesso a boas escolas e em outros aspectos da vida social brasileira.

Para alguns, as cotas são o instrumento mais eficaz a curto prazo de eliminar essas diferenças. Para outros, porém, esse instrumento discrimina os não-negros, além de estigmatizar os afrodescendentes universitários como pessoas que só conseguiram entrar no ensino superior porque tiveram a ajuda das cotas.

Seja como for, desde o dia 1.º, quando foram abertas as inscrições, a Faculdade Zumbi dos Palmares já recebe um bocado de inscrições para o seu primeiro vestibular.Uma delas foi a de Luciana Paulina Gomes, de 28 anos. Sempre quis fazer faculdade,mas nunca consegui por falta de dinheiro. Tudo o que eu ganhava colocavãm casa, diz ela. Luciana, que é negra, disse que duas características da Zumbi lhe atraíram: ? interessante por ser uma coisa voltada para os negros e também pelo valor da mensalidade.

A faculdade promete promover uma série de palestras extracurriculares periódicas sobre inclusão, discriminação e relações raciais no Brasil. Questões que aparecerão como temas transversais nas disciplinas dos dois cursos. A instituição ainda está definindo se os candidatos negros terão uma nota de corte menor ou se ganharão pontos extras na prova para sair com vantagem em relação aos demais vestibulandos.

Fonte: O Estado de S.Paulo
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.