text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Apitaço contra os aumentos

      
Cerca de 500 estudantes universitários trocaram os livros e os cadernos por apitos e narizes de palhaço. Em vez de ir para a aula ontem pela manhã, partiram para a concentração na frente da Catedral, de onde marcharam até o Ministério da Educação. O protesto era contra os altos índices de reajuste das mensalidades particulares. Sob o sol quente, alunos de dez faculdades do DF entoaram coros e fizeram um ensurdecedor apitaço na frente do Ministério da Educação.

- Nós pagamos exatamente R$ 2.398,46 por mês. ? muito dinheiro. Não tem porquê aumentar mais, nem temos ambulatório - reclamava Eduardo Pereira, 20, aluno da Faculdade de Medicina do Planalto Central (Fameplac). A faculdade já anunciou um aumento de 10%.
Lia Veras, 20, estudante de Comunicação do Iesb, conta que pagava R$ 506 de mensalidade há dois anos, quando entrou na faculdade. O preço previsto para o ano que vem bate na casa dos R$ 700.

- Nós não temos acesso à planilha de custo, e sabemos que um outro campus está sendo montado na Asa Sul. ? uma palhaçada - disse.

Além do reajuste das mensalidades, considerado abusivo, Lia reclama do fechamento da rádio-experimental da faculdade. A proibição de organizações estudantis dentro das universidades é alvo de queixa de muitos estudantes.

Fonte: Jornal do Brasil
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.