text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

PAS registra abstenção histórica de 5% no DF

      
A terceira etapa do Programa de Avaliação Seriada (PAS) da Universidade de Brasília (UnB) teve este ano o mais baixo índice de abstenção de todos os tempos. Dos 8.524 inscritos para a última fase do PAS em 2003, apenas 5,71%, ou 487 candidatos, não compareceram aos locais de prova.

Para Romilda Macarini, coordenadora do Cespe (Centro de Seleção e de Promoção de Eventos) da UnB, a marca é surpreendente, mas tem motivo claro. Mantivemos a programação original de realizar a prova com os candidatos ainda em período letivo. Foi tudo muito tranqüilo e o número de abstenções ficou bem abaixo do que esperávamos. Em 2002, a prova teve de ser adiada por dois meses, em função da greve de professores da rede pública, e só aconteceu em janeiro de 2003. Resultado: dos 8.499 inscritos, 1.222 faltaram. índice de abstenção de 14,38%, quase três vezes maior que o deste ano. Ao final do segundo dia de teste, que trouxe questões de História, Geografia, Biologia, Física, Química e Matemática, os estudantes avaliaram como pouco claros os enunciados de algumas questões, especialmente as que integraram conteúdos de Matemática e Ciências Biológicas. No sábado, a reclamação havia sido o tamanho da prova de redação, que exigiu a elaboração de quatro textos. A estudante Fabíola Amorim, de 17 anos, candidata a uma vaga do curso de Biologia, criticou a falta de maior integração entre as questões. Só havia duas que envolviam conhecimentos interdisciplinares, em Matemática e Biologia, lamentou, ressaltando que a integração e a contextualização das questões deixam o exame menos cansativo e mais estimulante.

Fonte: Jornal de Brasília Online
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.