text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Mais de 590 milhões de internautas

      
O número de usuários de internet no mundo ultrapassou os 591 milhões, ao final de 2002, de acordo com relatório divulgado na quinta-feira (20/11) pela Conferência das Nações Unidas para o Comércio e o Desenvolvimento (Unctad).

Segundo o E-Commerce and Development Report 2003, publicado anualmente, do total, cerca de 401 milhões estavam nos países desenvolvidos e 190 milhões nas nações em desenvolvimento.

A pesquisa verificou que a taxa de crescimento anual do número de internautas caiu de 27,2%, entre 2000 e 2001, para 20% no período seguinte. O relatório mostra também o total de usuários em 41 países. O Brasil ficou na 11ª posição, com 14,3 milhões de pessoas conectadas. Os Estados Unidos puxam a lista com 155 milhões. Em relação à pesquisa do ano anterior, a China ultrapassou o Japão e agora ocupa o segundo lugar, com 59,1 milhões.

Em se tratando de taxa de crescimento, o Brasil pula para a quarta posição entre os países analisados, atrás do Zimbábue, Argélia e índia. Os países da América Latina e Caribe respondem por 6% da população mundial de internautas. Com 34% do total, a ásia ultrapassou a América do Norte, que ficou com 29%. Caso se mantenham as taxas de crescimento atuais, a Europa deverá assumir a segunda posição na próxima pesquisa.

O relatório da Unctad concluiu que 95% do comércio eletrônico em 2002 ocorreu nos países mais ricos. Juntas, América Latina e áfrica fizeram menos de 1% de todas as transações pela rede mundial. Mais de 50% do comércio eletrônico na América Latina ocorreu no Brasil.

A má notícia para o Brasil ficou no número de invasões a sistemas de computadores. O país ficou em segundo na lista da Unctad, com 7.294 ataques, atrás apenas dos Estados Unidos, que somaram 32.434 casos.

A agência ligada à Organização das Nações Unidas também estimou o número de sites ativos ao final de 2002: 16,6 milhões.
Fonte: Agência Fapesp
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.