text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Ganhando destaque no dia-a-dia

      
O economista Ruberval Borim diz ter notado que tem sido mais solicitado na empresa, desde que fez o primeiro MBA. Concluindo o segundo curso na FGV Management, pretende agora se preparar para empreendimentos próprios:

- Fiz cursos que não davam destaque ao dia-a-dia da empresa e, por isso, recorri aos MBAs. Eles atendem às necessidades de aperfeiçoamento do mercado e às minhas aspirações pessoais.

Coordenador de tesouraria da Meta, empresa do segmento petroquímico, o economista diz acreditar que as pós-graduações em gestão empresarial e finanças corporativas têm muita utilidade para sua formação profissional e são determinantes no mercado atual.

Tentando oferecer algo mais
Com apenas 28 anos, Fabiana Montenegro, gerente administrativo-financeira do grupo Friedman, está terminando seu segundo MBA, de gestão de negócios. Para ela, que fez o primeiro de marketing, em 2001, e logo depois engatou no segundo, ambos no Ibmec, os cursos foram vantajosos do ponto de vista profissional e pessoal:

- Um MBA muita gente já tem. O segundo acaba fazendo a diferença. Passei de assistente administrativa a gerente, depois do primeiro. No segundo, já pude eliminar disciplinas feitas antes e aprender mais sobre finanças.

Segundo ela, o curso é ideal para quem busca um aprendizado que pode ser levado à prática e, por isso, não descarta fazer outro MBA, no futuro.

Uma meta atrás da outra
Formado em engenharia de telecomunicações, Carlos Padilha está concluindo o segundo MBA no IAG, Escola de Negócios da PUC-Rio. O primeiro, feito em 1994, foi de marketing, e o atual é de gestão empresarial. Para Padilha, esse segundo MBA tem um valor maior, porque os créditos cursados podem ser aproveitados para o mestrado em administração, sua próxima meta.

- O primeiro curso abriu meus horizontes, e o segundo complementou a formação que preciso para ocupar meu cargo - afirma ele, que é diretor de projetos da Lighthouse Consultoria e atualmente presta serviços para a Telemar.

O engenheiro, que também fez um Advanced Managment Program (AMP) na Itochu Academy, em Tóquio, considera que os cursos complementam não só sua formação acadêmica, mas também sua experiência profissional.

Fonte: O Globo
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.