text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Zootecnia é uma área em franca expansão

      
A agropecuária sustenta hoje a balança comercial brasileira. Em 2002, o superávit do setor ultrapassou US$ 21 bilhões. Além disso, a demanda internacional por produtos agropecuários está em alta e o Brasil tem ampla capacidade de atendêla a curto e médio prazo: já conta com o maior rebanho comercial de bovinos do mundo, apresenta produtividade de ponta na avicultura, vem aumentando as exportações de carne e a piscicultura tem grande potencial.

Nesse contexto, o zootecnista tem ampla capacidade de atuação. Nosso objetivo é formar profissionais habilitados a gerenciar diferentes sistemas de produção animal, em busca da qualidade dos produtos e da garantia da saúde pública, afirma o médico veterinário Antonio Carlos Alessi, coordenador pedagógico do curso de zootecnia da Unidade Diferenciada de Dracena.

De fato, a zootecnia abrange um amplo setor de atuação, cuidando da alimentação, instalação, manejo e produção de animais. Com a necessidade de melhorar a produção do setor, é cada vez mais necessária a utilização de tecnologias sofisticadas, de última geração. Por isso, o zootecnista vem conquistando espaço cada diamaior na sociedade, afirma João Batista Alves, coordenador do curso de graduação em zootecnia da Faculdade de Engenharia da Unesp, câmpus de Ilha Solteira.

Cabe a esse profissional vencer omaior desafio da profissão, que é produzir alimentos de qualidade a preços competitivos. Uma verdadeira revolução zootécnica Para a coordenadora do curso de zootecnia da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) da Unesp, câmpus de Botucatu, Ana Sílvia Alves Meira TavaresMoura, vivemos uma verdadeira revolução zootécnica. Hoje, o zootecnista atua em todas as etapas da cadeia produtiva animal.

Foise o tempo em que ele usava botas e cinturão e trabalhava apenas na fazenda. Tanto que muitos dos exalunos da Unesp trabalham em grandes redes de supermercado ou em empresas alimentícias, como frigoríficos. O curso da Unesp acompanhou de perto essas mudanças, incluindo disciplinas que preparam os profissionais para atuar em todos os pontos da cadeia produtiva, da produção de ração animal à industrialização e venda de produtos. Assim, para ser um zootecnista, é preciso gostar tanto de estar em fazendas e granjas como em escritórios urbanos. De acordo com a coordenadora do curso de zootecnia da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCVA) da Unesp, câmpus de Jaboticabal, Marta Verardino De Stéfani, essa é uma das principais características que se deve ter para ingressar na profissão. Depois disso, resta escolher a área de atuação. E as possibilidades nunca foram tão diversificadas e promissoras como agora.

Fonte: Jornal da Tarde
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.