text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Servidores da UFS vão permanecer em greve

      
Os servidores da Universidade Federal de Sergipe decidiram manter a greve, iniciada no dia 6 de julho deste ano e que poderia ter sido encerrada ontem, se o governo federal tivesse assinado o acordo feito com a categoria, através da federação e do comando nacional de greve. A assinatura do termo de compromisso era a garantia de que os benefícios prometidos em negociação iriam ser realizados, a exemplo da implementação do plano de carreira desses servidores.

O retorno às atividades está condicionado a esta assinatura e como não existe uma data específica para que a assinatura ocorra, os servidores da UFS também não sabem quando a greve será encerrada. Esta foi a decisão tomada ontem pela manhã, durante assembléia da classe, realizada no auditório da reitoria. "A nossa expectativa é que o governo assine o termo nesta quarta-feira, por isso, marcamos nova assembléia para amanhã", comentou Edval Góes, diretor de políticas e formação do Sindicato dos Trabalhadores da UFS (Sintufs).

Dentre os compromissos assumidos não oficialmente pelo governo federal estão o encaminhamento da minuta do plano de carreira desses trabalhadores à Câmara; o estabelecimento de um piso salarial de R$ 701 após a incorporação de duas gratificações, embora a reivindicação fosse por um piso de R$ 780; levar em consideração o tempo de serviço quando houver arrumação da tabela salarial; aumentar o percentual do estepe entre os níveis dos trabalhadores, passando de aproximadamente 1,5% para 3% em 2005, podendo chegar a 3,6% em 2006.

Já os professores da instituição, de acordo com o presidente da Associação dos Docentes da UFS (Adufs), o professor Romero Venâncio, não têm nenhuma expectativa de quando as aulas sejam reiniciadas, pois não houve mudança na situação. "Estamos até ganhando mais força, ontem outra universidade aderiu e agora somos 17 paralisadas, das 44 existentes em todo o país", disse Romero, informando que a categoria também irá se reunir amanhã, às 10 horas, no Campus da universidade.

Fonte: Jornal da Cidade
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.