text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Procura pelo vestibular da Ufes cai pela metade

      
A menos de uma semana do final do período de inscrições para o Vestibular 2005 da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), a instituição está preocupada com o baixo de número de inscritos. Até sexta-feira, período em que pelo menos 13 mil candidatos já teriam confirmado a participação, pela expectativa da organização do exame, menos da metade deles se inscreveu.

A universidade ainda não sabe explicar a queda brusca, mas não pretende prorrogar o período de inscrições, que termina na próxima segunda-feira, dia 13. Por meio da assessoria de imprensa, afirmou que a queda no número de inscritos também acontece em outras universidades federais, como a Universidade Federal de Minas Gerais e do Ceará, que, no entanto, já prorrogaram as inscrições.

A Ufes associa a queda na procura à redução da quantidade de alunos no ensino médio, além da procura cada vez mais precoce dos jovens pelo mercado de trabalho em detrimento da formação universitária. Além disso, os jovens estariam em busca de cursos voltados a retornos financeiros mais imediatos.

Greves. Os esforços da universidade não têm sido proporcionais à procura atual. Neste ano em que, além da inscrição pela Internet, os candidatos vão poder fazer a prova em mais três cidades do interior do Estado, apenas 6.384 pessoas se inscreveram até agora. Na última quinta-feira, por exemplo, foram menos de 400 inscrições, quando o mesmo dia do ano passado teve mais de mil candidatos confirmados.

"As constantes greves e os conseqüentes atrasos nos calendários acadêmicos também podem ajudar a explicar. Muita gente desiste de tentar o vestibular por não saber quando vai se formar", disse a assessoria de imprensa.

A instituição descarta que a queda esteja relacionado ao sucateamento da educação superior. "Apesar das dificuldades de repasses de recursos e dos períodos de greves em que laboratórios ficam fechados, a sociedade ainda reconhece a qualidade e a credibilidade das universidades públicas, principalmente as federais, em relação às privadas", afirmou a assessoria.

O número
6.384
Esse é o número de inscrições feitas até agora, quando o esperado era de, pelo menos, 13 mil.

Instituição tem vagas sobrando
Se a procura pelas vagas oferecidas no vestibular deste ano caiu pela metade, ela foi ainda mais drástica no exame para as vagas remanescentes. Enquanto o penúltimo exame teve cerca de cinco mil candidatos para pouco mais de mil vagas, o último, que aconteceu em 18 de julho, teve 1,5 mil candidatos às 941 vagas. Mesmo assim, só 212 pessoas foram aprovadas para fazer novo curso, transferência ou complementar estudos na universidade. O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão estudará nos próximos dias como encontrar formas de aproveitar as vagas que ainda não puderam ser preenchidas.

Fonte: A Gazeta Online
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.