text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Segunda palestra do ciclo Universo do Conhecimento acontece hoje

      

Acontece hoje a segunda palestra do ciclo de debates Universo do Conhecimento, organizado pela Universidade São Marcos. A partir das 18h30, o filósofo francês Yves Michaud fala sobre "O Homem sob a Ótica da Arte no Mundo Contemporâneo". O professor de filosofia vai fazer uma verdadeira dissecação sobre como a arte revela a natureza humana desde os primórdios da civilização. Para melhor conhecer o ser humano, também é preciso conhecer a arte desenvolvida por esse homem, acredita o filósofo para quem a arte atual é bem distinta da arte do século XIX, dedicada a uma elite.

Clique aqui, a partir das 18h30 para assistir a transmissão AO VIVO da palestra

"A arte é a pintura, a ópera, a literatura, a poesia, a música, a dança, mas também é a culinária, o grafite, a decoração, o mobiliário. E a cada época, a cada diferente sociedade a arte muda". Assim o filósofo francês Yves Michaud define a arte nos dias de hoje. Michaud vem ao Brasil, pela primeira vez, e pretende examinar o homem sob dois aspectos: enquanto criador e produtor de arte; e também como consumidor de arte. No século XXI, segundo o estudioso, assistimos a uma certa atitude estética desinteressada que se torna um traço característico da humanidade. Para ele, a indústria cultural da atualidade inclui, inclusive, técnicas de marketing e de publicidade na criação de arte, bem diferente da arte do início do século XIX.

"Passamos de uma arte ´sacralizada` e ´elitizada`, para uma arte profana, reprodutível, comercializável e acessível a todos" - acrescenta Yves Michaud, para quem a industrialização e comercialização da arte em grande escala tendem a favorecer novas maneiras de nos relacionarmos com as obras de arte e com novas formas de experimentar a estética.

"Assistimos, durante todo o século XX ao desenvolvimento cada vez mais rápido da produção industrial dos bens artísticos", afirma o filósofo. Segundo ele esse fenômeno se estende ao consumo da cultura popular - como aquela da televisão, das novelas, dos romances policiais ou sentimentais, do cinema americano ou indiano, das artes decorativas e até do design comercial.

Yves Michaud é teórico e crítico de arte, idealizador e coordenador da Universidade de Todos os Saberes (Université de Tous Les Savoir) da Sorbonne, instituto que inspirou a criação do Universo do Conhecimento, na Universidade de São Marcos. É também professor de filosofia da Universidade francesa de Rouen, e membro do Instituto Universitário da França, ex-diretor da Escola Nacional Superior de Belas Artes de Paris.

Clique aqui para ler a cobertura especial da primeira palestra do ciclo, proferida pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso

Fonte: Universidade São Marcos

  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.