text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Ciências sociais - Pesquisa de mercado e terceiro setor são opções recentes de atuação

      
Ao escolher a carreira que seguiria, Célio Leite, 30, levou em conta alguns critérios, como características pessoais, ambiente de trabalho e mercado. Ele conta que sempre gostou muito de política e sempre foi muito curioso.

"Eu gostava de discutir sobre todos os assuntos e tinha uma necessidade incessante por explicações", lembra. "Por isso escolhi ciências sociais."

Segundo ele, a curiosidade e o constante questionamento são características importantes para quem pensa em seguir essa profissão. "Por mais que o mercado de trabalho seja variado, é um curso que exige isso dos alunos. A curiosidade é o que faz um cientista social ser um cientista social. E o conformismo não combina com a profissão. Mas já aviso que é bom estar preparado para lidar com as diferenças. Seu ponto de vista não é necessariamente o certo, e suas convicções e valores ideológicos serão o tempo inteiro postos à prova na faculdade. Tive alguns conflitos por isso."

As ciências sociais, na faculdade, se dividem em três áreas: sociologia, antropologia e ciências políticas.

Hoje, Leite trabalha com pesquisa de mercado, uma área que vislumbrava desde o início da faculdade. Seu primeiro emprego como cientista social foi com pesquisa acadêmica, no Núcleo de Estudos da Violência da USP, onde ficou seis anos.

Depois, atuou na Cúria Metropolitana de São Paulo, para a qual desenvolveu uma pesquisa sobre suicídio na Polícia Militar. "Mas eu queria mais dinamismo, então fui em busca de um emprego com pesquisa de mercado."

Há quatro meses na CNP Brasil, ele é gerente de pesquisa. "Aqui temos clientes de todas as áreas. Fazemos pesquisas para lançamentos de produtos e de marcas e pesquisas de satisfação. Estou satisfeito." Como gerente, ele é responsável pela parte mais administrativa, fazendo resumos para clientes, coordenando a elaboração de questionários e também uma equipe de varejo.

No grupo de analistas, além de cientistas sociais, há profissionais de marketing e administradores, por exemplo.

"O ramo de pesquisa de mercado é um campo novo para cientistas sociais, assim como o terceiro setor. Há cerca de 30 anos, esses profissionais atuavam apenas no mercado acadêmico, no setor público e na política. Hoje, um cientista social pode atuar em infinitas áreas. Tudo é passível de uma discussão e de uma análise sociológica."

Fonte: Folha de S.Paulo
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.