text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Reitora encerra gestão na UFRGS com inauguração de importantes obras

      
A reitora Wrana Panizzi vai entregar mais duas importantes obras à comunidade antes de deixar o cargo que ocupa há oito anos na UFRGS. Na próxima terça-feira, dia 21, promoverá a inauguração de uma nova construção no Campus Saúde, às 10 horas, e a apresentação do recém restaurado prédio da Faculdade de Direito, às 16h30min.

O novo prédio, com 2.399 m², vai abrigar a Editora e a Gráfica da Universidade no térreo e o Restaurante Universitário 2 no segundo pavimento. O espaço maior, as instalações mais adequadas e o fato de ser um local projetado para acomodar equipamentos grandes e pesados devem facilitar muito o trabalho na Gráfica. Pela primeira vez em mais de 20 anos de funcionamento, a Editora ganha uma sede própria. A área definitiva foi cuidadosamente preparada para sua instalação e está integrada à da Gráfica.

Com a construção do novo RU-2, os estudantes serão os maiores beneficiados, pois a capacidade de refeições servidas aumentará de 450 para 1200 por dia. O local amplo e iluminado tem 988 m² e contará com três elevadores e uma grande escadaria para seu acesso.

Restauração do prédio do Direito
O quinto prédio a ser totalmente restaurado dentro do Projeto de Resgate do Patrimônio Histórico da UFRGS é o da Faculdade de Direito. Recuperado graças a uma parceria com a empresa Alberto Pasqualini - REFAP/AS e a colaboração de diversos cidadãos, o imponente edifício foi construído entre 1908 e 1910 na Av. João Pessoa, 80 e tem 4.584 m² de área. Sua realização exigiu dos fundadores da Faculdade Livre de Direito de Porto Alegre - criada em 17 de fevereiro de 1900 - grande empenho na captação de recursos, conseguidos com quermesses, bailes e doações diversas, inclusive de outras cidades do Estado.

Tombado como patrimônio histórico nacional pelo IPHAN, em 1998, teve insuficiente periodicidade nas obras de manutenção e conservação para a garantia de sua preservação. O trabalho de restauração desse bem cultural respeitou e exaltou as qualidades espaciais, a tipologia arquitetônica, a unidade, a integridade, a autenticidade e os valores históricos e artísticos. Após a restauração permanece como sede da Faculdade de Direito, consagrando-o como a casa da centenária instituição e adequando os espaços aos novos requerimentos acadêmicos e funcionais.

O projeto rearticula os espaços interiores ampliando e qualificando a biblioteca acadêmica, a biblioteca da ONU e as salas de pós-graduação. Da mesma forma, a circulação e os acessos tiveram sua forma e função valorizadas com a construção de um volume de vidro junto à cúpula, a qual sofreu modificações a fim de permitir sua utilização enquanto espaço de convívio acadêmico e social.

Nos seus 104 anos de funcionamento, o Direito da UFRGS formou milhares de profissionais, dentre os quais alguns que se destacaram por sua importância para o Estado e para o País. Estudaram na faculdade os presidentes da República Getúlio Vargas (formatura em 1907) e João Goulart (em 1939), o 1º ministro Francisco Brochado da Rocha (1932), os ministros de Estado Tarso Dutra (1938), Paulo Brossard (1947) e Nelson Jobim (1968), os governadores do Estado Walter Jobim (1913), Pompílio Cylon da Rosa (1923), José Amaral de Souza (1952) e Alceu Collares (1961), os senadores Alberto Pasqualini (1929), Daniel Krieger (1932), e Armando Câmara e o presidente Nacional da OAB Raimundo Faoro (1949).

Fonte: UFRGS
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.