text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Mega-evento encerra as comemorações do aniversário do Programa Escola da Família

      
Na última segunda-feira, mais de 6 mil pessoas estiveram presentes no Ginásio da Ibirapuera, em São Paulo, para prestigiar as apresentações de música e dança dos participantes do Programa Escola da Família. Alunos, professores e dirigentes também assistiram os documentários em vídeo que mostravam experiências de trabalhos voluntários em diretorias de ensino do interior.

Comandado pelo apresentador da TV Cultura, Cunha Júnior, o evento mostrou o trabalho de nove escolas da rede estadual do ensino. Entre elas, a EE Zuleika de Barros, que apresentou o grupo de chorinho Horas Vagas e a coreografia "A Lenda do Vampiro", criada para a apresentação de final de ano na escola, "Com o Escola da Família pudemos fixar as aulas e desenvolver cada vez melhor o nosso projeto", disse a coreógrafa voluntária Fátima Cabral, ex-aluna da Zuleika de Barros.

Estiveram presentes ao evento, a presidente do Fundo Social de Solidariedade do Estado de S.Paulo (Fussesp), Lu Alckmin, os secretários estaduais Gabriel Chalita (Educação) Cláudia Costin (Cultura) e a coordenadora do Programa Escola da Família. Cristina Cordeiro.

Foram homenageados com o Solo Comemorativo de primei ro ano do Programa Escola da Família, os parceiros Maria Voivodic (Universia Brasil), Dr. Jou Eel Jia (presidente da Associação de Medicina Chinesa do Brasil), Ben Sangari (Fundação Sangari), Francisco Valim e Juceli Azevedo (Net Serviços), a campeã brasileira, sul-americana e mundial de vôlei Ana Moser (Instituto Esporte e Educação), José Luís Ricca e Alencar Burti (Sebrã).

Chalita agradeceu aos parceiros e parabenizou os alunos presentes. "Temos que nos conscientizar de que o jovem tem talento para música, dança, esporte, matemática e ciências. O programa tem como objetivo mostrar que é possível construir um país menos violento através da Educação".

A aluna Nayra Galvão da Silva, da EE Ricardo Peruzzo (DE de Birigüi), cantou o Hino Nacional para as autoridades presentes. Nayra já atua como voluntária ensinando música nas escolas de sua região e se apresenta em eventos em todo o interior.

Os grupos Casa Nossa e Circulado de Fulô também se apresentaram e deixaram a sua mensagem. "Vocês são privilegiados por terem um projeto como esse. Espero que aproveitem a oportunidade", disse o vocalista do Circulado de Fulô, André Garibaldi.

A EE João Ronconi, de Ribeirão Pires, apresentou uma coreografia de dança de rua. A professora de Química, Sônia Cabral, formou o grupo há quatro anos e com o apoio oferecido pelo Programa Escola da Família tiveram mais oportunidades para ensaiar e arrecadar fundos para o figurino. O grupo, formado por mais de 150 estudantes, já com seis alunos voluntários, que atuam como multiplicadores junto às crianças mais novas, tanto na própria escola quanto em outras regiões.

Fonte:O Dia (São Paulo/SP) on-line
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.