text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Dia de protestos de professores federais e municipais

      
MANIFESTA€åES: Professores e funcionários grevistas de universidades, faculdades e centros tecnológicos federais fizeram ontem uma manifestação na frente do Ministério da Educação, em Brasília, para exigir a reabertura das negociações, interrompidas há duas semanas no caso dos professores e há mais de um mês com os servidores. A greve já dura quase três meses em algumas instituições.

O grupo, de 500 pessoas, prometia ficar na porta do MEC até ser atendido. O secretário-executivo do MEC, Jairo Jorge, recebeu os grevistas no final da tarde e disse que a proposta do governo permanece a mesma - já descartada pelo comando de greve. Manifestantes seguiram para o Congresso, com tochas acesas.

Em São Paulo, os profissionais das escolas municipais fizeram um dia de paralisação. Prometem voltar hoje ao trabalho. Uma manifestação, diante da Secretaria Municipal de Gestão, no centro, reuniu 300 pessoas. Era um protesto contra o pacote de medidas para a categoria anunciado anteontem. O presidente do Sindicato dos Profissionais em Educação no Ensino Municipal de São Paulo (Sinpeem), Claudio Fonseca, disse que não concorda com o que a prefeitura oferece, mas entende que o pacote é resultado das pressões. Vamos dar um tempo para que eles busquem recursos e melhorem a proposta. Entre as reivindicações, estão aumento salarial de 34,76% e piso de três salários mínimos .

  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.