text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Aulas pela rede

      
Recife, quarta-feira, dia 20 de outubro, 18h30, no horário de verão. Os 12 alunos da turma de MBA em Gestão, Planejamento e Marketing Digital entram em sala e esperam o professor, que chega em seguida. A aula transcorre normalmente. Perguntas são feitas, dúvidas são esclarecidas e ao final todos se despedem. A única diferença dessa turma para outras de MBA do País é que os alunos pernambucanos estão separados por uma distância de 2.643 quilômetros do professor, que mora em São Paulo, e outros milhares de quilômetros do restante dos colegas que moram em outras 11 cidades. Telões de alta resolução e conexões de alta velocidade à rede fazem a ligação entre todos os pontos do MBA, organizado pela Rede Educartis, a empresa de tecnologia I-Groups e Fundação de Comércio álvares Penteado. Essa modalidade de ensino, reconhecida pelo Ministério da Educação, tem permitido que profissionais interessados em cursos de pós-graduação permaneçam em suas cidades e tenham acesso a aulas de alto nível com professores de grandes centros como São Paulo. Não existe diferença se aprendizado, afirma Aparecida Lacerda, diretora da Rede Educartis. A duração do MBA da Educartis é de 14 meses e a mensalidade custa R$ 560. Nessa primeira experiência, Aparecida Lacerda diz que foram feitos alguns ajustes de didática, em particular na forma como os professores se relacionam com os alunos em função da existência de classes separadas. A experiência está se mostrando bem interessante, afirma Bruno Queiroz, diretor da Cartello-W3, de Recife, e um dos alunos do MBA. Há outras instituições de reconhecida competência nessa área, como a Fundação Getúlio Vargas. O modelo da FGV é mais sofisticado. O MBA é feito em conjunto por alunos de cinco países: Holanda, México, EUA, China e Brasil. As aulas acontecem por videoconferência e às vezes é preciso reunir o grupo brasileiro de madrugada em função do fuso horário. A cada 3 meses os alunos se encontram em um país para aulas presenciais. A FGV também possui uma versão nacional, o One MBA, que usa intensivamente a internet. Em três versões ? para médicos, empresários e executivos ? o curso usa a rede para atingir alunos em todo o Brasil.
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.