text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Arcelor firma convênio de cooperação com a UFMG

      
Frederico Damato

O diretor-presidente da Arcelor, Guy Dollé, e a reitora da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Ana Lúcia Almeida Gazzola, assinaram ontem, em Belo Horizonte, convênio de cooperação internacional, cujo objetivo é promover complementação acadêmica aos estudantes de engenharia metalúrgica.

Com o acordo, os estudantes da UFMG passarão a desenvolver, durante seis meses, projetos de pesquisa nos centros de pesquisas e desenvolvimento da Arcelor na Europa ou no centro de pesquisa da Acesita, em Timóteo, região do Vale do Aço.

Queremos formar pesquisadores para a siderurgia brasileira, que tende a ser um dos maiores pólos mundiais do aço nos próximos anos, enfatiza o coordenador do convênio e professor da UFMG, Vicente Buono.

Sete estudantes de engenharia metalúrgica da universidade federal já estiveram em usinas da Arcelor na França. Outros três foram para lá em agosto e deverão voltar em fevereiro, quando mais seis alunos irão para unidades da empresa na Europa.

A Arcelor custeia hospedagem, alimentação e transporte. As passagens aéreas ficam por conta do estudante. O dirigente do segundo maior conglomerado siderúrgico do planeta disse esta semana que deverão ser engavetados ou adiados os projetos de erguer uma usina no Maranhão, que demandaria recursos de US$ 2,5 bilhões.

Os motivos, de acordo com Dollé, são os altos custos de produção do aço e a depreciação da moeda norte-americana. Na pior das hipóteses, disse, o projeto seria transferido para a China, onde o custo de produção é três vezes menor.

  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.