text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Disputa por bolsa em faculdade particular tem 36 mil candidatos

      
Ao todo, 36,2 mil estudantes devem concorrer a cerca de 1,8 mil bolsas destinadas ao Programa Universidade para Todos (Prouni) no Espírito Santo. São pessoas que estão cursando ou cursaram o ensino médio em instituições públicas e fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano e, portanto, preenchem dois dos três pré-requisitos de seleção.

O terceiro é a renda familiar mensal, que deverá ser de, no máximo, R$ 450,00 por pessoa (para bolsas integrais) e R$ 900,00 (para bolsas de 50%).

Segundo o diretor do Departamento de Modernização e Programas da Educação Superior do Ministério da Educação (MEC), Celso Carneiro, ainda não foi estabelecida a nota mínima no Enem para concorrer às bolsas, mas ele acredita que o número de inscritos no Prouni deve ser maior que no ano passado, quando 244.088 pessoas no País se candidataram.

As inscrições devem acontecer a partir do próximo dia 5 através da internet, no site www.mec.gov.br. As instituições particulares de ensino superior têm até o dia 2 de dezembro para aderirem ao programa. Um levantamento feito por A Tribuna verificou que, pelo menos, 38 faculdades devem disponibilizar bolsas no Estado.

No próximo ano, serão realizados mais dois processo seletivos para o Prouni, sendo que o primeiro ? que deve acontecer no primeiro semestre ? poderá ser disputado por quem fez o Enem 2005.

Para a gerente de Informação e Avaliação Educacional do MEC, Marluza Balarini, o Prouni foi o grande responsável pela queda na diferença entre o rendimento de estudantes das escolas públicas e privadas. Enquanto no ano passado os estudantes da rede particular tiveram notas 41% maiores, a vantagem este ano caiu para 17%.

Para os alunos do cursinho Universidade para Todos Danielle Ribeiro Queiroz, 18 anos, Michãl Azevedo Viturino, 19, Irene Coutinho da Silva, 18, Gabriel Chaves, 18, e Roni Hudson Kobi, 41, o Prouni foi uma das principais motivações para fazer o Enem.

O desempenho dos capixabas na prova objetiva e de Redação foram maiores do que a média nacional. Enquanto os brasileiros tiveram média de 39,41 nas questões objetivas e 55,96 na Redação, no Estado as notas médias foram 41,52 e 57, respectivamente.

A maioria dos 53.037 participantes no Enem estudou ou estuda em escola pública: 36.182 alunos. Já as escolas particulares tiveram 11.029 candidatos.

  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.