text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Unesp mantém greve até sexta

      
Docentes, funcionários e alunos da Unesp (Universidade Estadual Paulista) local decidiram ontem, em assembléia, dar continuidade à greve pelo menos até sexta-feira, dia 23.

Segundo o presidente da Adunesp (Associação dos Docentes da Unesp), José Carlos Miguel, a votação dos professores e dos alunos foi bem equilibrada entre favoráveis e contrários à continuidade da paralisação. "Entre os funcionários a decisão foi unânime em manter a greve", afirmou.

A greve teve início no dia 8 de junho, suspendeu todas as aulas e mantém apenas atividades essenciais, como tratamentos de pacientes que se forem interrompidos haverá um retrocesso.

Segundo Miguel, setores administrativos, como contabilidade e finanças, permanecem funcionando com servidores trabalhando em esquema de plantão.

Nesta quarta-feira, dia 21, será realizado um seminário sobre financiamento da educação pública na Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo, das 9h às 13h. Após o evento, a partir das 14h, será realizado no local um ato do funcionalismo público do setor.

A reivindicação é aumentar de 30% para 33% o repasse da receita total de ICMS para o setor e ampliar de 9,57% para 11,6% o repasse às universidades estaduais. A Adunesp local enviará um ônibus com manifestantes.

Na quinta-feira, dia 22, a partir das 9h, será realizada a próxima reunião entre o conselho de reitores e o Fórum das Seis - entidade que congrega representantes de todos os níveis das universidades estaduais.

Os grevistas querem reajuste de 7% a docentes e funcionários. Até agora, o conselho de reitores concedeu reajuste de 0,75% em maio e dará mais 1,79% se a arrecadação do ICMS atingir R$ 40,6 bilhões.
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.