text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Ufba: Escola de Teatro comemora 50 anos

      
A Escola de Teatro da Universidade Federal da Bahia acaba de completar 50 anos de existência e de contribuição para o cenário teatral baiano e nacional. A escola, uma das pioneiras no país, vem formando vários profissionais desde a década de 50 nas áreas de direção teatral, licenciatura e bacharelado, sendo responsável pela formação de grande nomes, como: Othon Bastos, Geraldo Del Rey, Sônia dos Humildes e, os globais Wagner Moura e Vladimir Brichta. Mas a contribuição da Escola de Teatro da Ufba não fica somente restrita ao campo teatral, ela trabalha fortemente na capacitação dos estudantes para o desenvolvimento de habilidades que possam ampliar o seu repertório intelectual, social e cultural. Em entrevista à FOLHA DIRIGIDA o coordenador da Escola de Teatro, Eduardo Tudela, ressalta a contribuição da escola para a comunidade e para o desenvolvimento das habilidades intelectuais e sociais dos estudantes. Além disso, ele salienta as dificuldades enfrentadas para o desenvolvimento das atividades acadêmicas.

Folha Dirigida - Qual a principal contribuição da escola de teatro da Ufba para a formação dos estudantes?
Eduardo Tudella - A Escola de Teatro da Universidade Federal da Bahia tem acentuado sua experiência pedagógica no fazer teatral, apresentando um corpo docente composto por artistas atuantes na profissão. Essa característica produz um "arregaçar de mangas" dirigido para a cena.

Folha Dirigida - Quais os principais ganhos neste 50 anos, no que diz respeito ao desenvolvimento acadêmico?
Eduardo Tudella - ? importante registrar a nova proposta curricular, implantada há dois anos, que inclui traços inovadores mantendo a proposição de eleger a atividade efetiva na cena como objetivo primordial. Pode-se mencionar como ganhos, o processo de qualificação docente, o incremento da pesquisa, a introdução do Programa de Pós-Graduação (que vem recebendo avaliação muitíssimo positiva, acompanhando a tradição da Graduação).

Folha Dirigida - Como funciona a relação escola de teatro, estudantes e comunidade?
Eduardo Tudella - Nossa Escola de Teatro tem representado uma importante porta de entrada da Universidade para a comunidade. Os estudantes que apresentam propostas efetivas recebem espaços para discussão. O nosso principal laboratório, o Teatro, encontra-se em uma reforma que se estende por vários anos, infelizmente. Parece possível explicar se consideramos uma conjuntura que subtrai da educação pública verbas indispensáveis para a sua manutenção. ? inaceitável, entretanto, quando se observa o prejuízo que está sendo causado para tantos jovens, nesse momento tão importante de formação. E por outro lado, como já mencionei, fechando o teatro, fecha-se um importante canal de comunicação entre a Academia e a comunidade.

Folha Dirigida - Quais os cursos oferecidos pela escola? E qual o diferencial?
Eduardo Tudella - Oferecemos dois cursos de Graduação: Bacharelado em Artes Cênicas (com Habilitações em Direção Teatral e Interpretação Teatral) e Licenciatura em Teatro. O diferencial é: Fazer Teatro, Experimentar a atividade artística na sua plenitude. Mantemos também o Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas, cuja reputação, inclusive através dos órgãos oficias de avaliação, de nota o seu altíssimo nível.

Folha Dirigida - Como alinhar, nos dias atuais, inovações, ensino e prática?
Eduardo Tudella - Esse é o caminho que pretendemos trilhar. A capacidade do teatro de lidar e incorporar as tecnologias, pode representar desvantagens face a escassez de verbas. As instalações precaríssimas refletem em prejuízos que procuramos atenuar com dedicação. Um evento cênico pode ocorrer num espaço urbano público, à luz do dia, com um ator que usa sua própria roupa como indumentária. Isso representa custo zero. Discutível seria limitar o evento cênico a esse enfoque. Ou seja, ao artista da cena, sim, caberia determinar os limites da sua prática. Vivenciar apenas e tão somente a dramaturgia da absoluta escassez de recursos pode ser, num certo sentido, antipedagógico. Teria um resultado parecido com uma Escola de Arte que estivesse subordinada à determinada facção, de qualquer tipo. A prática deve refletir a postura de cada artista. Penso que o artista que atua no teatro deseja - como disse uma vez, sabiamente, o professor Harildo Deda - dialogar com o seu público sobre a diversidade da natureza humana e das suas relações.

Folha Dirigida - Nestes 50 anos a escola de teatro já formou várias personalidades tanto no cenário baiano quanto brasileiro, como o senhor avalia esta trajetória?
Eduardo Tudella - Ignorada por determinadas autoridades. Em outra situação, essa Escola representaria orgulho para sua comunidade. Na verdade, não formamos esses profissionais. Eles, sim, são pessoas especiais, que nos permitiram a alegria de partilhar o mesmo espaço durante um momento importante das suas carreiras. Cada vez que recebo um jovem na minha sala de aula, um tanto envergonhado (eu) pelas condições que a ele estou oferecendo, nem sempre com um assento confortável, sem um laboratório apropriado para as suas pesquisas, sonho com o dia no qual estaremos atuando juntos como profissionais. Penso sempre: Qual seria o saldo se pudéssemos colocar à disposição dos nossos estudantes condição mais favorável?

Folha Dirigida - Existe algum tipo de problema que escola de teatro vem enfrentando no que diz respeito ao desenvolvimento das competências acadêmicas dos estudantes? Se sim, quais?
Eduardo Tudella - De modo geral, o nível acadêmico dos nossos alunos vem melhorando ao longo dos últimos anos. Por outro lado, que cobrança se pode efetivar a estudantes que passaram pela educação pública de primeiro e segundo graus? Que contato com a atividade artística essa educação proporcionou? Como explicar a decisão de um ou de uma jovem de 18 anos que ingressa na Universidade para estudar Direção Teatral, por exemplo? Não tenho resposta pronta ou absoluta, mas sei que ele ou ela merece respeito.
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.