text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Projeto desenvolvido por professor da Unoesc será apresentado na Croácia

      
Os efeitos do processamento na degradação das tetraciclinas em leite e derivados, trabalho de pesquisa desenvolvido pelo professor e pesquisador da Unoesc Campus de Videira, Dr. Luiz Severo, será apresentado no EUROTOX 2006 - 43º Congresso da Sociedade Européia de Toxicologia e VI Congresso de Toxicologia de Países em Desenvolvimento. O evento acontecerá na Croácia de 20 a 24 de setembro de 2006.

A importância e a necessidade da realização desse estudo vem ao encontro de que o uso das tetraciclinas é autorizado em várias espécies animais, incluindo bovinos, suínos, aves, pescados e caprinos. Logo, os resíduos desses medicamentos podem afetar a saúde dos consumidores dependendo do tipo de composto presente, do alimento consumido, da quantidade de resíduo e negligência quanto ao período de carência.

Com relação à saúde pública, a maioria dos agentes antimicrobianos administrados em mulheres durante a lactação podem ser detectados no leite materno. As concentrações de tetraciclinas no leite correspondem a cerca de 70% das concentrações séricas maternas, estando associadas a um risco de pigmentação dos dentes do lactente. Merecendo especial atenção, a impregnação nos dentes de leite, das tetraciclinas, causam com grande freqüência, manchas amareladas, assim como a pigmentação definitiva nos dentes permanentes, e se as doses forem elevadas, ou administradas por muito tempo, pode se observar hipoplasia do esmalte com predisposição às cáries.

Por outro lado, tem sido relatado que, em geral, devido à estabilidade térmica de grande parte dos agentes anti microbianos, as temperaturas utilizadas na pasteurização/esterilização do leite têm pouca ou nenhuma influência sobre a degradação desses contaminantes.

Portanto, o uso de agentes antimicrobianos, implica na necessidade da existência de métodos seletivos e sensíveis para monitorar os níveis de resíduos em alimentos, em concordância com os limites de tolerância exigidos por requerimentos governamentais.

Os dados obtidos nesta pesquisa indicam que, em se realizando a avaliação de risco das tetraciclinas à saúde humana, a presença desses contaminantes no leite e derivados, deverá ser levada em consideração como fonte de exposição. Ainda no intuito de proteger a saúde dos consumidores, as autoridades competentes deveriam realizar o monitoramento das boas práticas de uso desses agentes antimicrobianos no tratamento do gado produtor de l eite para consumo humano, assim como de ações de vigilância sanitária visando ao controle dos resíduos dessas substâncias, tanto no leite como também nos derivados comercializados.

Fonte: Unoesc
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.