text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Complexo universitário atrasado

      
Por causa de reduções no repasse mensal da prefeitura para as obras do Complexo Universitário de Macaé, a construção, prevista inicialmente para ser inaugurada no primeiro semestre deste ano, ganhou novo prazo. Segundo Jorge Aziz, presidente da Fundação Educacional de Macaé (Funemac), entidade mantenedora do ensino superior no município, a previsão é de que até o fim do ano parte do prédio (erguido próximo à Linha Verde) esteja concluído e, em julho de 2007, funcionando.

- Até o fim do ano deve estar pronta a primeira fase, que incluiu um bloco com 33 salas de aula, anexo para a administração e toda a infra-estrutura do lugar - diz.

De acordo com ele, as obras da segunda fase começam ainda este ano. Todo o complexo terá sete blocos de salas de aula (numa área de 95 mil metros quadrados), que deverão ser inaugurados até 2008.

A construção foi projetada para abrigar os cursos superiores e de pós-graduação hoje ministrados em Macaé. Com a conclusão do projeto, vão se transferir para o prédio os cursos de administração e ciências contábeis da Universidade Federal Fluminense (UFF), a Faculdade Miguel ângelo da Silva Santos, a Universidade Candido Mendes e ainda o Núcleo de Pesquisas Ambientais da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), que oferece o curso de biologia na cidade.

- O complexo também poderá abrigar cursos técnicos de informática, na área de automação - diz Aziz.

A expectativa é de que em julho 1.500 alunos de graduação já estejam estudando no complexo. O custo de toda a obra é de R$70 milhões, sendo R$13 milhões gastos na primeira etapa.
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.