text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Universidade se prepara para o mercado naval

      
Consciente da importância da complementaridade entre as indústrias naval e petrolífera, a UFRJ está envolvida em projetos como o acompanhamento da construção de navios novos e de grande porte, usando técnicas e procedimentos sofisticados, que agilizem a produção e façam com que os custos sejam minimizados.

Para tanto, conta com um sistema computacional capaz de simular processos de fabricação e com o tanque oceânico mais profundo do mundo, capaz de simular as condições de produção de petróleo e de gás offshore.

- Além do transporte do óleo, estamos discutindo alternativas brasileiras para o transporte do gás. O gás que recebemos da Bolívia vem por dutos, mas com a exploração das reservas brasileiras de gás, grande quantidade será transportada por navio - diz Estefen.

A Escola Politécnica da UFRJ recebe 70 alunos por ano no curso de engenharia naval e oceânica. De acordo com o coordenador, todos estão empregados quando se formam.
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.