text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Futebol na boca do povo

      

Por Renato Marques

Algumas coisas ficam tão fortemente ligadas à cultura de um povo que se espalham por diversos pontos de sua estrutura. Na nossa - adivinhe - um desses fatores é o futebol. A modalidade é tão popular, tão intrinsecamente ligada ao nosso dia-a-dia, que nos acostumamos a utilizar suas expressões rotineiramente, em atividades não ligadas ao esporte. ? só pensar: você nunca pensou que aquela gata estava te "dando bola" na balada? Ou, pior, nunca ficou" na marca do pênalti" na hora de responder questões em alguma prova?

"O léxico, conjunto de palavras de um idioma, expressa valores e crenças de um determinado povo. As palavras que a gente usa expressam um pouco da nossa vivência no mundo. O vocabulário do Brasil expressa isso fortemente porque o futebol é nossa paixão", explica o professor de Língua Portuguesa do Cursinho Positivo, Yeso Osawa Ribeiro, que também é pesquisador do tema. "Como a gente respira futebol, é natural que a gente tenha essa relação direta."

Algumas expressões originadas no futebol (como, por exemplo, as dos narradores... " e pimba na gorduchinha" ) são, inclusive, reconhecidas pelo dicionário. Principalmente as mais óbvias como "comer a bola" ou "dar bola a". O mais interessante, no entanto, é que mesmo as que não constam na norma culta se tornam comuns à todas as classes da sociedade. Essa abrangência da linguagem do futebol - que leva, por exemplo, o presidente a dizer que "em time que está ganhando não se mexe" para falar de reforma ministerial - também é fruto da maneira como o futebol se institui no Brasil.

"Nas primeiras décadas do século XX, o futebol começou a deixar de ser um esporte da elite e chegou às camadas populares. Nesse momento, ocorreu um processo de aportuguesamento do futebol, que, até então, usava muitos termos em inglês" , diz Ribeiro. Um exemplo da adaptação brasileira é o goleiro, nascido a partir da palavra "goalkeeper", do inglês. " Apó s esse processo, o futebol ganha uma dimensão imensa no imaginário brasileiro. Assim, ganha um espaço grande no dia-a-dia e faz o caminho inverso, invadindo o vocabulário das elites também."

Ganhar "a galera da geral" foi fundamental para o futebol. ? na boca das massas que as novas expressões se legitimam e ingressam no léxico. E não só as do futebol, mas as gírias do funk, da política, etc. "Graças à popularização do futebol ocorrida no início do século XX é que este vocabulário se expande. Se ele ficasse restrito à elite, não chegaria ao nosso léxico com tanta força" , acrescenta Ribeiro.

Bola dentro ou bola fora?

Para a professora da Universidade Estácio de Sá, do Rio de Janeiro, Simone Nejaim Ribeiro, cuja tese de mestrado na UERJ (Universidade Estadual do Rio de Janeiro) foi "A Linguagem do Futebol, estilo e produtividade lexical", as expressões vindas do futebol sã o um acréscimo ao vocabulário brasileiro. "O que ocorre é que, no ponto de vista dos meios de comunicação de massa, a nossa língua não apresenta termos suficientes para satisfazer a estratégia comunicativa e a emoção do locutor. Há, então, uma busca por novos termos" , relata.

Para ela, a perenidade do vocabulário do futebol (creia, não é algo novo: fale para o seu avô que ele está "pisando na bola" com você e veja se ele não reconhece o significado) fez com que ingressasse a fundo na cultura nacional. "Como o futebol faz parte da cultura brasileira e linguagem também é cultura, é natural que se misturem e mesmo quem não aprecia este esporte acaba usando sua linguagem. No Brasil, o futebol exerce grande influência até na literatura, é só pensarmos em Nelson Rodrigues ou Roberto Drummond, por exemplo", finaliza.

Para conhecer algumas outras expressões populares do futebol e os seus significados, clique aqui!

  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.