text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Manifesto da USP defenderá uso medicinal da maconha

      
Roberta Jansen

Um grupo interdisciplinar de médicos e cientistas lança hoje na Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP) um manifesto defendendo o uso medicinal da maconha, a exemplo do que já é feito em alguns países da Europa, como a Holanda.

Coordenado pela Associação Brasileira Multidisciplinar de Estudos sobre Drogas (ABRMD), o manifesto é baseado no crescente número de estudos científicos que comprovam os benefícios de uma terapia controlada.

Representantes das áreas de ciências biológicas e humanas, liderados pelo psiquiatra Dartiu Xavier, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), atentam para evidências da eficácia do uso medicinal da cannabis.

No Brasil, não só o uso da maconha com fins medicinais é proibido, como também a prescrição de medicamentos à base de cannabis.

- Esse texto é uma resposta à posição da Associação Brasileira de Psiquiatria, que alerta para uma série de riscos relacionados à maconha, mas deixa de lado a questão do uso medicinal - explica o psiquiatra Marcelo Santos Cruz, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), que também assina o manifesto.

O uso da maconha e de remédios à base de cannabis vêm sendo estudado em diversos países, sobretudo para quadros de muita náusea e falta de apetite - comumente associados a pessoas em tratamentos quimioterápicos e pacientes com Aids. Nos EUA e no Canadá, alguns remédios à base de THC são usados.

O uso terapêutico da maconha também vem sendo estudado para quadros severos de contração muscular.

- Nosso objetivo é abrir uma discussão sobre o assunto que não seja preconceituosa nem para um lado nem para o outro - sustenta o médico. - Trata-se de uma substância que apresenta efeitos colaterais como tantas outras, mas que pode ser usada se esses efeitos forem menos significativos que seus benefícios. Não devemos demonizá-la a ponto de não cogitarmos o uso, nem achar que não há risco algum.
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.